Moto Clubismo. - siteocr

 ©R 2016/2019 Comunicação e Participações S.A
Busca
100 GB Free Backup
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Moto Clubismo.

Informações



Grau: Diversas manobras onde a moto é empinada com a roda trazeira ou dianteira, muitas vezes o piloto sobe e deita sobre a moto em movimento.
Seu objetivo é o desafio, a manobra mais radical e surpreendente. Geralmente é feito nas ruas.

O proibido é mais gostoso (Dito popular)
Na realidade, o dito popular fala a verdade, quando a adrenalina sobe......
Como mencionado anteriormente, o Motocilismo, é dividido em vários aspectos e estilos, e influencia em culturas, e mexe com nossas leis.
O Grau, não é aceito por muitos motociclistas, principalmente quando a motocicleta é acelerada e cortam o giro do motor fazendo um ruido desagradável para alguns..... para a turma do grau,.... uma meleodia.
O grau, ou, “244” como é chamado por seus praticantes, fazendo alusão ao artigo do código de trânsito Brasileiro que diz o seguinte:

“Art. 244. Conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor:
(…)
III – fazendo malabarismo ou equilibrando-se apenas em uma roda;
Infração – gravíssima;
Penalidade – multa e suspensão do direito de dirigir;
Medida administrativa – Recolhimento do documento de habilitação.”


O praticante está sujeito a uma multa gravíssima, somando sete pontos na carteira de habilitação, e multa de R$ 191,82 (180 UFIRs), suspensão do direito de dirigir e apreensões da carteira de habilitação e do veículo.

O grau, não é invenção de brasileiro, seu nome original é Wheelie, conhecido como wheeling, ou stunt, cujo a tradução para nosso idioma é  'EMPINAR”. É um esporte radical que surgiu na década de 1970, quando um piloto de motocicleta (Doug Domokos),  mostrou sua técnica de pilotar, empinando sua moto, ao mesmo tempo que acelerava e controlava com os freio trazeiro. (como fazemos com bicicletas).
Doug Domokos ficou conhecido como “The Wheelie King”, ou seja, o rei do Wheeling.

As manobras mais conhecidas são:
Borrachão: Consistem em manter o atrito da roda traseira (em alto giro) e o chão.
Enceradeira: Manobra em que o piloto durante o zerinho, arrasta uma de suas mãos no chão.
Grau: Diversas manobras onde a moto é empinada com a roda traseira no chão.
Joelinho: A moto é erguida com o apoio do joelho, geralmente o piloto consegue fazer curvas nesta manobra.
No hands: Empinar e controlar a moto sem as mãos.
No front: Manobra onde o equipamento não possui a parte da frente (rodas e bengalas).
One hand: Empinar e controlar a moto com apenas uma das mãos.
RL: Existem diversas modalidades de RL (Rear Lift), trata-se de empinar a moto, mas com a roda dianteira no chão e usando o freio dianteiro.
Raspão: Grau onde o piloto em velocidade, empina raspando a churrasqueira no chão, gerando faíscas.
Superman: Nessa manobra a moto fica apoiada na churrasqueira (raspão) e o piloto estica o corpo e arrasta os pés no chão com a moto em movimento.
Surf: Manobras em que o piloto sobe no banco e dirige sem as mãos.
Zerinho: Consiste em manter o grau com a moto em círculo.
360: Consiste em girar a moto em torno do próprio eixo no grau.


MORTE DE LEO DO GRAU

No último dia 21/04/2019, o jovem Leo “pai do grau” como era conhecido, foi morto em confronto com a polícia militar do Paraná, conforme retátorio emitido por policiais envolvidos na ocorrência.
O jovem Leo, era praticante do grau, esteve envolvido em ocorrências anteriores, mas, nada que o incriminasse, a não ser, o artigo 244.
Leo do Grau, como era carinhosamente chamado por seu amigos, era considerado o pai do grau por causa de sua habilidade no estilo “244”.
A morte de Leo do Grau está cheia de controversias, mas, como ele é uma lenda para o meninos do Grau, não poderia deixar por menos. Toda lenda tem seus prós e contras.

Nós, os motoclubistas, como todos sabem, curtimos estradas, paz, e muito rock. Nosso estilo é diferente dos meninos do Grau.
Respeitamos e exigimos respeito deles, e demais estilos, pois, honramos o código que rege o motoclubismo mundial, não podemos deixar ruir os nossos pilares: HONRA, IRMANDADE, IGUALDADE, E RESPEITO.
Se excluirmos os meninos do grau, ou de qualquer outro estilo, estaremos agindo em desacordo com nosso código de honra.
Mas, seria muito bom se, os meninos do grau não praticassem seu estilo nas ruas, colocando em risco a segurança de outras pessoas.
Quem sabe, algum empresário percebe o crescimento do “244” em nosso país, e resolve patrocinar algum evento, ou campeonato em local apropriado, tornando o estilo um esporte reconhecido?
TAMUJUNTU!



Como é bom juntar um grupo de amigos e sair pelas ruas e estradas, curtido viagens sobre nossas motos. Muitas vezes,  a gente pensa em dar um nome ao grupo, uma bandeira, e um brasão, mas, sempre vem alguém e nos joga um balde dágua fria na cara:
“Isso é complicado, precisa de advogado, vamos gastar muito tá bom como tá!”
Como mencionado anteriormente em outros artigos, os moto clubes 1%, são aqueles desligados de associações, e que seguem o velho código de conduta e honra, além de possuirem um conjunto de leis e regras interna, criadas conforme a necessidade do grupo.
Geralmente são pessoas que se juntaram por algum motivo, seguem um lider e seus ideais. Possuem uma bandeira com brasão e se estabelecem em um determinado território.  Alguns Moto Clubes Chamados “Extremo Radicais” ou ER, tem como característica não aceitar mulheres como pilotos “só garupas”, suas motos são negras com a mesma cilindrada,  suas roupas são negras, além de outras características extravagantes.
(conforme o velho código de condulta do Motoclubismo), qualquer MotoClube que desejar se estabelecer em um terrritório onde está estabelecido outro Motoclube, deve procurar o lider daquele território e pedir permissão. Caso seja permitido, o novo Moto Clube deve se submeter ao Moto Clube que lidera aquele território (  o Moto Clube  estabelecido antes do pretendente, será  o Padrinho) por um período aproximado de 2 anos.
Durante este período, o moto clube não pode usar o colete com o brasão de seu Moto Clube (patch).
Alguns só aceitam que outros se estabeleçam, se for para somar ao seu moto clube (acrescentar um capítulo) onde terão o mesmo colete, diferenciando apenas a regiao que passou as ser dividida com outro capítulo (facção).

Claro que esta regra varia conforme cada região, observem que existem contradições em artigos de alguns escritores. Não é desentendimento entre os mesmos, isso acontece, pelo fato de escreverem em regiões diferentes, a cultura biker é muito estença, por isso, ela passa por muitas variações, mas, a base é a mesma. Todos tem como base os nossos 4 pilares. Veja em, Os pilares do Moto Clubismo.

Agora, se desejam fundar um moto clube contemporâneo,  devem procurar uma associação e se orientar. A associação irá esclarecer sobre suas normas, e tudo o que for preciso. Temos excelentes associações em nosso pais, só nos falta uma liderança geral para o Motociclismo Brasileiro, Uma  associação representando todas, uma igual a Associação Americana de Motociclismo

Caso não queiram  se integrar a alguma associação, podem registrar o seu Moto Clube da seguinte forma:

1- Você precisa de pessoas que tenham os mesmos ideais, devem ser pessoas interessadas, que desejam se integrar a diretoria, pessoas voluntárias, pois é desagrradavel iniciar uma organização sendo remunerado. Não é proibido, basta definir se é uma organização com fins lucrativos ou não.
Organizações sem fins lucrativos, recebem apoio do Governo

2-  Constituir em reunião através de eleição ou indicação uma comissão provisória formada  pelos cargos que pretendem manter no Motoclube, além de relatar em um livro ATA  todos os comentários e acontecimentos, e registrar a presença em outro livro para tal finalidade ( livro depresença)
Cargos sugeridos:
Presidente;
Vice-Presidente;
Secretário;
Tesoureiro;
Relações Pública
Conselheiros

3- A Comissão provisória é responsável pela criação da entidade, cada membro eleito ou indicado deve ajudar conforme suas funções.
Divulgar nos meios de comunicação que acontecerá uma  assembléia, juntamente com o local onde acontecerá, e qual a finalidade dela.
Marcar  algumas Assembléias Geral para escolher o nome, ( se possível escreva a origem do nome), Criar um lema (se possível escrever a origem do Lema), devem criar um brasão ( juntamennte com sua origem), cores ( juntamennte com sua origem).
Definir um local onde será o endereço do Moto Clube.
Pode ser o endereço de algum integrante do Moto Clube.
Devem  preparar um estatuto com as normas do Moto Clube.
Observação: Podem pedir aos interessados que apresentem suas sugestões para serem votadas em assembléia.

4- Anunciar nos meios de comunicação, uma Assembléia geral para fundação do Moto Clube
Detalhe: “ no mínimo, 15 dias antes da assembéia”
Não se esqueça de elaborar uma pauta para a reunião, enviar convites para autoridades e interessados.
  
5- Após assembléia aprovada e registrado em Ata e livro de presença, o responsável legalmente citado em ATA, deve providenciar o registro e outros documenntos, junto aos órgãos responsáveis.
Registro em cartório, alvará de funcionamento, e se desejarem, CNPJ.

Notas:
A origem dos: “Nome, lema, brasão, e cores”, são muito importante para a história do Motoclube. Todo grande Moto Clube tem suas origens registradas.
Se desejarem apoio do governo estadual e municipal, levem o CNPJ e estatuto registrados na camara de vereadores e assembleia legislativa, peça um  vereador e deputado para obter o registro de pessoa publica municipal e estadual.
Após 2 anos de existencia e a obtenção dos registros de entidade publica municipal e estadual o Motoclube poderá obter terreno da prefeitura para construção de sua sede.
Obtenção de recursos financeiros junto a prefeitura, ou ao estado, para prestar serviços a comunidade: Cursos, eventos, e outros.

É muito símples formar e registrar um Motoclube contemporâneo, vocês mesmo podem fazer para reduzir os custos.
Estas dicas se aplicam também para a formação de ONGs e associações.
Espero ter ajudado.
TAMUJUNTU





Durante algum tempo, estaremos compartilhando top 10 dos Moto Clubes 1%.  Não é opinião nossa este top 10, este material se encontra nas redes sociais e no departamento de Justiça Americana, nossa fonte de pesquisa é a maior enciclopédia digital contemporânea que temos noticias "wikipedia". É uma pesquisa um pouco demorada, pois, estamos falando de parceiros bikers, não queremos cometer erros nem ser injustos.
Por não ter permisão, e em respeito ao nosso código de honra e conduta, não postaremos os brasões dos Moto Clubes citados.
Um Moto Clube de motociclistas fora da lei é uma subcultura do motociclismo que tem suas raízes na era pós-Segunda Guerra Mundial da sociedade americana. É geralmente centrado no uso de motocicletas de cruzeiros, ( as custons) particularmente Harley-Davidsons e choppers , formam um conjunto de ideais que celebram a liberdade, a não-conformidade com a cultura dominante e a lealdade aos integrantes do Moto Clube.
Nos Estados Unidos, esses clubes de motos são considerados "fora da lei", não necessariamente porque se envolvem em atividades criminosas, mas porque não são sancionados pela Associação Americana de Motociclistas (AMA) e não aderem às regras da AMA. Em vez disso, os clubes têm seu próprio conjunto de estatutos que refletem a cultura do motociclista fora da lei.
O Departamento de Justiça dos EUA define "gangues de moto fora da lei" (OMG) como "organizações cujos membros usam seus clubes de motocicletas como condutas para práticas criminosas".
O FBI afirma que os OMGs se mantém principalmente através de tráfico de drogas , tráfico de bens roubados e extorsão , e que eles lutam por território e o tráfico ilegal de drogas e coletam US $ 1 bilhão em renda ilegal anualmente.
Em 1985 o FBI realizou uma operação que durou três anos em onze estados, chamada Roughrider culminou na maior  apreensão que a OMG sofreu em sua história, com o confisco de US $ 2 milhões em drogas ilegais , bem como um arsenal ilegal de armas, que vão desde metralhadoras Uzi até armas antitanque. Em Outubro de 2008, o FBI anunciou o fim de uma operação secreta de seis meses realizada por agentes no tráfico de narcóticos no Mongols Motorcycle Club. Com a operação, o FBI emitiu 160 mandados de busca e 110 mandados de captura.
Apesar de sua conexão com motocicletas e a subcultura de "1%", as agências da lei percebem que indivíduos e Moto Clubes são únicos entre os grupos criminosos que mantêm sites e negócios, se identificam através de manchas e tatuagens, escrevem e obedecem constituições e estatutos, marca seus nomes de clubes e logos, e até mesmo realizam campanhas de publicidade destinadas a melhorar sua imagem pública.
Os motociclistas fora da lei e seus clubes foram freqüentemente retratados e parodiados nos filmes e na mídia em geral, dando origem a um gênero de " filme fora da lei  1%". Ele geralmente existe como um estereótipo negativo no subconsciente do público e no entanto, inspirou as tendências da moda para ambos os homens, e como "biker babes", para as mulheres. A aparência foi até mesmo explorada pela indústria da moda, levando-a a conflitos legais com alguns clubes e ao mesmo tempo encorajando um olhar fetichista específico cultural que transmite sexo, perigo, rebelião, masculinidade e valores dos bikers.
O estilo do motociclista influenciou a aparência de outras subculturas, como opunk, heavy metal ,subcultura de couro e a moda cybergoth e, inicialmente, uma subcultura americana , teve uma influência internacional. Os motociclistas, suas roupas e motocicletas tornaram-se parte do status mítico, seu retrato geralmente exagerando uma associação criminosa ou desviadora explorada pelos meios de comunicação social conforme seus próprios interesses, muitas vezes financeiros, O maldito “CAPITALISMO”.
Matérias relacionadas:



10º  lugar:
Vagos

O Vagos Motorcycle Club , também conhecido como Nação Verde , é um Motoo Clube 1%, formado em 1965 na comunidade não incorporada de San Bernardino, Califórnia . A insígnia do clube é Loki , o deus nórdico do mal, andando de motocicleta. Os membros geralmente usam verde.
O Vagos tem cerca de 4.000 membros entre 200 capítulos  localizados nos estados do Arizona, Califórnia, Havaí, Nevada, Oregon, Utah, Missouri, vários capítulos canadenses Peterborough, Ontário , capítulos em toda a Europa e dez capítulos localizados no México (Baja Califórnia, Jalisco e Cidade do México). Duzentos membros estão no Inland Empire (Califórnia) , onde o clube foi iniciado no final dos anos 1960.
Em 2013, o Vagos expandiu para a Suécia e Austrália.

Durante a Segunda Guerra Mundial , muitos homens do serviço militar montaram motocicletas e ficaram ligados a elas, e não podiam deixá-las após a guerra. Os entusiastas de motocicleta formaram clubes em torno do tempo que os hot rod estavam em grande estilo. Em 1948, os Hells Angels formaram um clube de motos; Seu primeiro capítulo foi em San Bernardino (Berdoo), Califórnia . Eles compartilhavam as ruas com outro clube de motos chamado Psychos (Redlands). Em 1965, ocorreu uma disputa entre alguns dos membros do Psychos; Eles deixaram o grupo e criaram seu próprio clube, que agora é conhecido como Vagos MC. Suas cores homenageiam a herança mexicana de seus fundadores.
O clube se expandiu para Riverside, Califórnia e o alto deserto da Califórnia e áreas, e mais tarde ao México e à Europa.
A adesão ao Vagos consiste principalmente de homens caucasianos e hispânicos.


Um membro do capítulo Berdoo (gíria para San Bernardino ) criou um remendo (brasão) do Loki, o deus nórdico do mal  enquanto ele estava na prisão. Vago  significa vagabundos em espanhol. Suas jaquetas de denim despontam seus integrantes com o nome do clube integrado no remendo do meio, e rockers de fundo com a região ou estado de seu capítulo, como "SO CAL,"Califórnia" ou "Arizona".O remendo do meio "retrata uma caricatura do músculo do deus nórdico do mal, Loki, colocada contra um campo verde".Loki é vermelho colorido em cima de uma Motocicleta com as mãos segurando o nome do clube. Outros remendos que o clube usa são o número 22 (a 22ª letra do alfabeto, V, para Vagos) e uma cabeça Loki. Um patch MF (que significa família de motocicleta) é recebido por um membro depois que um período de estágio acabou, e o nome do membro é validado como um membro da família Vagos na frente. Alguns membros foram vistos com uma suástica suástica e um símbolo "SS" em suas jaquetas.

Os Vagos têm capítulos em todo o sul da Califórnia. Eles têm Capítulos no Alto Deserto (Califórnia) , Inland Empire (Califórnia), que inclui Condado de Riverside, Califórnia e San Bernardino County, Califórnia, na cidade de San Bernadino, onde começaram, Azusa califórnia, capítulo do Vale de San Gabriel, Los Angeles e San Diego .  Eles também têm capítulos nos estados do Havaí, Oregon , Nevada e Utah , Arizona, Arkansas, Geórgia, Nova York, também o país do México, o Capítulo Mãe de Mexicali BC, Tijuana, Tecate Centro, Rumorosa e Rosarito . Europa, Canadá e Austrália.

Obs. Capítulo, é o mesmo que facção, ou filial, para quem não entende a cultura biker

Rudy "Puro" Esparza - Fundador / Presidente

Nascido em 16 de novembro de 1935 e morreu em 14 de agosto de 2013 em Joshua Tree, Califórnia. Ele foi um dos fundadores do Vagos Motorcycle Club e o primeiro presidente

Lema
Damos o que obtemos
Fundado
1965
Tipo
Clube da motocicleta fora da lei
Região
Estados Unidos ocidentais , norte do México , Canadá e Austrália  e Europa
Associação
4000 membros do patch completo
actividades
N / D
Local na rede Internet
Abreviação no alfabeto 22
Nação Verde
Capítulos
Vagos Motorcycle Club Estados Unidos Capítulos
Capítulo Vagos Berdoo San Bernardino, Califórnia
Capítulo Vagos Victorville
Capítulo de Vagos Los Angeles
Capítulo Vagos San Gorgonio Pass
Capítulo Vagos Hollywod
Capítulo de Vagos Sacramento
Capítulo Vagos San Jose
Capítulo Vagos Compton
Capítulo Vagos Pasadena
Capítulo Vagos SGV (Vale de San Gabriel)
Capítulo de Vagos Monterrey
Capítulo Vagos Pomona Valley
Capítulo Vagos Antelope Valley
Capítulo de Vagos Veneza
Capítulo Vagos Central Valley, Stockton, Califórnia
Capítulo Vagos New York
Capítulo Vival Nomads
Capítulo de Vagos Arizona
Capítulo de Vagos New Mexico
Capítulo de Vagos Illinois
Capítulo de Vagos Utah
Capítulo de Vagos Florida
Capítulo Vagos Arkansas
Capítulo de Vagos Mojave
Capítulos do México dos clubes de motocicletas Vagos
Capítulo Vagos Ocotlan
Capítulo de Vagos Hormiga Tlalpan
Capítulo Vagos Coronel
Capítulo Vagos Malpaatla
Capítulo Vagos Tonito
Capítulo Vagos Morelia
Capítulo Vagos Centro
Capítulo Vagos Guanajuato
Capítulo Vagos Toluca
Capítulo Vagos Zamora
Capítulo de Vagos Álvaro Obregão
Capítulo Vagos Coyocan
Capítulo Vagos Tlaquepaque
Capítulo Vagos Zapopan
Capítulo de Vagos Guadalajara
Vagos Motorcycle Club Austrália
Vagos Motorcycle Club Canadá
Vagos Motorcycle Club Brasil
Capítulos de Vagos Motorcycle Club Europe
Capítulo Vagos Escandinávia
Capítulo Vagos Nomads Europe
Capítulo Vagos Reino Unido
Capítulo de Vagos Alemanha
Capítulo Vagos Suíça

A Mídia America divulgou uma lista com algumas Ocorrências Policiais onde O Moto Clube esteve envolvido

1974 - 4 membros do Vagos Motorcycle Club são condenados por assassinato e condenados à morte pelo assassinato de William Velten, aluno da Universidade do México. Richard Greer, Ronald Keine, Clarence Smith e Thomas Gladish estavam no corredor da morte por 17 meses, no entanto foram salvos quando Kerry Rodney Lee confessou o assassinato.
1998 - Mais de uma dúzia de membros do clube de motociclistas são presos por sequestrar, bem como em acusações de drogas e armas depois de uma investigação de dois anos por agentes secretos.
2002 - A ex-esposa de um detetive policial em Pomona, Califórnia, tenta contratar um membro do Vagos Motorcycle Club para assassinar ele ex-marido. O clube de motos contatou a polícia e informou sobre a situação.
2004 - 26 membros do clube de moto one percenter são presos e $ 125,000 em dinheiro, armas e drogas são encontrados.
2006 - 9 de março de 2006, é realizada uma operação intitulada "Operação 22 Verde", onde 700 ATF, policiais locais e departamentos de xerife se reuniram para prender 25 membros do clube.
2007 - dezembro de 2007. 6 membros do clube de motos são presos por roubo, roubo, coação e seqüestro em crimes ocorridos em agosto de 2007. O crime envolveu um membro do Vagos Motorcycle Club que queria sair, então foi espancado, sequestrado e roubado.
2009 - junho de 2009. 3 membros do clube de motos são presos em 9 de junho e 10 de junho e acusados ​​de assalto sexual a uma mulher em San Jose, Califórnia.
2009 - 31 de dezembro de 2009. A sede não marcada da Força-Tarefa Hemet Gang foi preenchida com gás natural através de um buraco no telhado. O gás foi detectado por dois membros do grupo de aplicação da lei e eles abandonaram o prédio rapidamente sem causar qualquer explosão. Um dia antes deste evento, o Vagos Motorcycle Club esteve ao lado de uma igreja, participando de um funeral para um de seus membros.
2010 - 23 de fevereiro de 2010. Um membro do Hemet Gang Task Force abre um portão de segurança no complexo e uma arma de fogo caseira presa aos incêndios do portão, quase atingindo o membro da força-tarefa na cabeça.
2010 - 5 de março de 2010. Um membro do Hemet Gang Task Force retorna ao seu carro policial não marcado que estava estacionado fora de uma loja de conveniência. Ele descobre que há uma bomba de tubo caseira que foi escondida debaixo do carro.
2010 - 17 de março de 2010. A polícia prende 30 membros do Vagos Motorcycle Club em relação às tentativas de ataque na Força-Tarefa de Hemet Gang em 31 de dezembro de 2009, 23 de fevereiro de 2010 e 5 de março de 2010. Como parte dessas prisões lá também foram incursões no Arizona, Califórnia, Nevada e Utah em 73 locais. Múltiplas armas foram encontradas nas incursões, juntamente com a descoberta de um laboratório de metanfetamina. Uma recompensa de US $ 200.000 foi postada pela aplicação da lei para obter informações sobre os ataques à Força-Tarefa de Hemet Gang, que na época eram rotulados como "terrorismo urbano".
2011 - março de 2011. O Vagos Motorcycle Club exige a aplicação da lei do condado de Riverside ou a difamação em relação aos ataques à força de trabalho de Hemet Gang. Em 1 de agosto de 2011, o caso foi resolvido e os laços entre o clube e os ataques foram removidos. A aplicação da lei prendeu duas pessoas não relacionadas ao clube pelos ataques.
2011 - agosto de 2011. O Vagos Motorcycle Club está envolvido em um tiroteio com o Galloping Goose Motorcycle Club perto de Waynesville, Missouri. A luta foi dita envolvendo aproximadamente 20 pessoas.
2011 - 23 de setembro de 2011. Jeffrey Pettigrew, o presidente do capítulo dos Hells Angels San Jose é morto em um tiroteio envolvendo membros do Vagos Motorcycle Club. O evento ocorreu no Nugget de John Ascuaga, também conhecido como Nugget Casino Resort, em Sparks, Nevada. Em 29 de setembro de 2011, o membro do clube de Vagos Motocicleta, Ernesto Manuel Gonzales, é preso pelo assassinato. Vagos Motorcycle Club do capítulo de Los Angeles O vice-presidente Gary Rudnick também é preso em relação ao evento e o líder se declarou culpado de assassinato no segundo grau.
2017 - 16 de junho de 2017. 23 membros do Vagos Motorcycle Club, incluindo vários oficiais de alto escalão, são presos em uma operação que se espalhou pela Califórnia, Havaí e Nevada e são acusados ​​de assassinato, agressão, seqüestro, agressão e tráfico de drogas. Acredita-se que alguns dos detidos foram envolvidos no tiroteio de Jeffrey Pettigrew em 23 de setembro de 2011.
Os homens detidos foram: Pastor Fausto Palafox, aka 'Tata', Albert Lopez aka 'Al', Albert Benjamin Perez, também conhecido como Dragon Man, James Patrick Gillespie, também conhecido como Jimbo, Andrew Eloy Lozano, também conhecido como Hulk, Ernesto Manuel Gonzalez, também conhecido como Romeu, Victor Adam Ramirez, aka Slick, James Walter Henderson aka CJ, Steven Earl Carr, também conhecido como Big Steve, Robert Alan Coleman, também conhecido como Mayhem, Jeremy John Halgat, também conhecido como Maniak, Paul Jeffrey Voll, também conhecido como Shyster, John Joseph Siemer, também conhecido como Rocky, Bradley Michael Campos, também conhecido como Candy Man, Cesar Vaquera Morales, também conhecido como C, Diego Chavez Garcia, como Boo, Edward Claridan Chelb, também conhecido como Recon, Johnny Russell Neddenriep, também conhecido como Johnny Bolts, Darin Kieth Grieder, também conhecido como Midget, Thomas Granville Garretson, também conhecido como Tommy Guns, Bert Wayne Davisson, também conhecido como Flash, Matthew Keith Dunlap, também conhecido como Big Mat, e John Chrispin Juarez, também conhecido como Quicky.
2017 - 29 de julho de 2017. Em Santa Fé, no Novo México, o membro do Vagos MC David Andrew Cordova e seu filho David Ray Cordova disparam mais de 20 tiros de um carro em uma casa de um membro do Bandidos MC . David Andrew Cordova é baleado e ferido no braço durante o incidente, no entanto, não está claro quem disparou o tiro que o atingiu.



9º  lugar:

Free Souls

O Free Souls Motorcycle Club é um Moto Clube 1%.
Até o momennto não conseguimos muitas informações sobre o Free Souls, sabemos apenas que é um motoclube em que seus integrantes  preferem evitar mídias.
Formado em Eugene, Oregon em 1969. O clube tem capítulos em todo Oregon e Washington , Europa e Austrália. A insígnia do clube é uma ankh imposta sobre uma roda de motocicleta com raios que é imposta por um conjunto e guidão de motocicleta. As cores do clube são azuis e brancas, que também é uma metonímia usado para se referir ao clube.
Todos os seus capítulos, com exceção de um em Vancouver, no Canadá, estão localizados dentro do estado de Oregon.

O ankh, ("cruz com uma alça") também conhecido como cronograma de ansata é um antigo ideólogo hieroglífico egípcio que simboliza a "vida".

A Mídia America divulgou uma lista com algumas Ocorrências Policiais onde O Moto Clube esteve envolvido

1980 - março de 1980. O presidente da Bob Souls, Bob Johnson, afirma que o clube não está envolvido no fabrico e distribuição de drogas depois que 4 membros das Almas Livres são presos com acusações de drogas.
1980 - 11 de maio de 1980. O vice-presidente do capítulo do Clube das Motas Motocicletas Livre de Eugene, Mark Lesley Johnson, com 27 anos de idade, morreu. O atirador, que foi encontrado pela polícia apenas 2 horas após o tiroteio. não fazia parte do clube, nem faz parte de nenhum clube rival.
1989 - Setembro de 1989. O Club de MC de Soumas Livres em Eugene, Oregon, apanha fogo. Aproximadamente $ 10.000 de dano é feito para o prédio e cerca de US $ 15.000 para outros conteúdos. Acredita-se que o incêndio tenha sido um acidente causado por trapos embebidos em óleo como parte de um projeto de renovação.
2006 - março de 2006. O clube da Free Souls Motorcycle Club de Washington é invadido por policiais, incluindo uma equipe SWAT que estava à procura de 3 suspeitos, incluindo um membro do clube, David Ambrose, que foi suspeitado no assassinato de Ronald McComb em 1999. Foram 4 pessoas presas na invasão e a metanfeta foi apreendida.
2007 - 2 de maio de 2007. Três membros do Free Souls Motorcycle Club são presos por acusações de drogas e roubo após incursões em lares conduzidos pelo ATF e policiais locais. As incursões encontraram dez motocicletas roubadas, pistolas, metanfetaminas, maconha e óleo de hachís.
2010 - março de 2010. Membros do Free Souls Motorcycle Club e Gypsy Jokers MC estavam se reunindo em Salem, Oregon, quando perceberam que um SUV estacionado em uma casa vizinha estava em chamas. Os membros rapidamente ligaram as mangueiras, alertaram os donos da casa e esperaram que o departamento de incêndio chegasse. Suas ações, possivelmente, salvaram a casa de entrar em chamas.

Fundado
1969
Tipo
Moto clube fora da lei
Região
Oregon e Washingtonestados
Local na rede Internet


8º Lugar

Bandidos Motorcycle Club

O Bandidos Motorcycle Club , também conhecido como Bandido Nation , é um clube de moto "Um por cento"Clube com uma adesão mundial. O clube foi formado em 1966 por Don Chambers, no Texas. Seu lema é "Nós somos as pessoas sobre as quais nossos pais nos avisaram" Em 2005, estima-se que tenham 5 mil membros em 210 capítulos, localizados em 22 países.


Os Bandidos foram fundados por um trabalhador portuário de 36 anos, Donald Eugene Chambers, em 4 de março de 1966, em San Leon, Texas . Ele nomeou o clube em homenagem aos bandidos mexicanos que viveram de acordo com suas próprias regras e recrutou membros de barras de motociclistas localmente em Houston, bem como em Corpus Christi, Galveston e San Antonio.Como outros clubes de motoqueiros fora da lei ( Outlaws , the Pagans e Hells Angels ), eles se chamam "Um por cento", uma frase cunhada pelo ex-presidente da Associação Americana de Motociclistas, que declarou uma vez que 99% dos motociclistas eram lei - cidadãos residentes e 1 por cento "fora da lei". No início da década de 1970, o clube tinha mais de cem membros, incluindo muitos veteranos da Guerra do Vietnã . A maioria do clube é constituída por homens caucasianos e hispânicos , mas os afro-americanos são admitidos. Seu lema, conforme relatado no site do capítulo dos EUA, é "Nós somos as pessoas sobre as quais nossos pais nos avisaram".

O Bandidos tem mais de 90 capítulos nos Estados Unidos, 90 capítulos na Europa e outros 17 na Austrália, 2 na Nova Zelândia, Sudeste Asiático e Oriente Médio.
Na América do Norte
Nos Estados Unidos, o clube está concentrado no Texas, mas se estende para Louisiana, Missouri, Mississippi, Alabama, Arkansas, New Mexico, Colorado, Montana, Wyoming, Dakota do Sul, Utah, Idaho, Nevada, Washington, Oklahoma, Nebraska e vários outros estados.
No Canadá, o Rock Machine Motorcycle Club em Montréal se fundiu com os Bandidos em 2000; havia um capítulo em Toronto, Ontário, até o massacre de Shedden ter levado a suas mortes.
Na Oceania
O primeiro capítulo australiano foi formado em 1983, em Sydney, por ex-membros dos Comancheros . Eles têm capítulos em Adelaide , Ballarat , Brisbane Beenleigh (Bayside, Centro, Cidade), Byron Bay , Cairns , Geelong , Gold Coast , Hunter Region , Ipswich , Melbourne , Mid North Coast, Mid State, Mission Beach , Noosa , Norte Victoria, Northside, Sunshine Coast , Sydney , e Toowoomba- juntamente com membros nômades .
Eles têm uma presença pequena mas crescente na Nova Zelândia após um início roquero em 2012. Eles afirmam ter mais de uma dúzia de membros e prospectos remendados na área de Christchurch .
Na Europa
O primeiro capítulo europeu foi aberto em Marselha, na França, em 1989, seguido de capítulos na Escandinávia , na Dinamarca em 1993 e na Suécia em 1994. Nos últimos anos, o clube também se expandiu fortemente para a Alemanha, Espanha, Noruega, Finlândia, Bélgica, Itália, Países Baixos , Luxemburgo e as Ilhas Anglo-Normandas . A partir de 15 de março de 2014, o clube abriu um novo "Capítulo de Probação" em Sittard, na Holanda. Além disso, está buscando instalar-se na Rússia e Europa Oriental e também em Cingapura, Malásia e Tailândia. Os Bandidos são organizados por capítulos locais, com oficiais estaduais e regionais, bem como um capítulo nacional composto por quatro vice-presidentes regionais e um presidente nacional.
No Médio Oriente
O primeiro capítulo foi aberto em Abu Dhabi nos Emirados Árabes Unidos em 2016 e é considerado o primeiro clube internacional de motos a abrir no Oriente Médio.
Clubes de apoio
Como os Hells Angels, Os Bandidos também têm uma série de clubes de "apoio". Estes grupos geralmente usam cores reversas (borda de ouro com fundo vermelho, em vez do fundo de borda e ouro de Bandidos). Eles também costumam usar um patch exclusivo (conhecido como "Patch de coração"), consistindo de um remendo redondo em cores Bandidos na parte superior da parte superior das cores (colete), como usado pelo membro. A maioria desses clubes são regionais.

Estados Unidos
Em novembro de 2006, Glenn Merritt , do capítulo de Bellingham, Washington, foi condenada a quatro anos de prisão por posse de drogas e tráfico de bens roubados. Um total de 32 membros foram indiciados na investigação associada, sob acusações, incluindo conspiração, adulteração de testemunhas e várias violações de drogas e armas. Dezoito dos que se declararam culpados. Em outubro de 2006, George Wegers, então presidente internacional da Bandidos, chegou a um acordo de súbdito muito incomum através da representação de seu advogado Jeffrey A. Lustick, sob o qual recebeu 22 meses de crédito pelo tempo atendido e três anos após o lançamento supervisionado. Apesar de ser uma condenação por crime, o acordo de pedido aceito pelo juiz John C. Coughenourpermitiu que Wegers ainda participasse de eventos de Bandidos, associasse a criminosos conhecidos e viajasse pelo mundo com permissão judicial. Nenhuma sentença do RICO foi imposta pelo tribunal. Lustick permanece o advogado pessoal de Wegers até hoje.
Em 16 de agosto de 2004, um transeunte na Interstate 10 marcou um carro de polícia depois de encontrar Robert Quiroga , campeão da Super Ligaçao Internacional de Boxe da Federação de Boxe de 1990 a 1993, ao lado de seu carro. Quiroga tinha sido esfaqueado várias vezes. Richard Merla, membro dos Bandidos, foi preso em 2006 pelo assassinato e, em 2007, não contestou o assassinato de Quiroga (Merla estava no processo de obter ilegalmente um cartaz de 1983 para o filme Scarface, qual era o nome da estrada ); ele foi condenado a 40 anos de prisão."Eu não me arrependo. Não tenho remorso. Não sinto muito por ele e sua família. Não quero dizer e eu quero dizer" Merla admite.No que diz respeito ao assassinato de Robert Quiroga (que teve status de celebridade como campeão da IBF em torno da área de San Antonio, onde o presidente do capítulo Bandidos local (John Portillo) foi um dos seus maiores fãs), o Bandidos Motorcycle Club denunciou qualquer envolvimento no crime , afirmando que as ações de Merla eram próprias e não as do Clube. Merla foi expulso dos Bandidos devido a suas ações.
Em março de 2006, a polícia em Austin, Texas, anunciou que os Bandidos foram os principais suspeitos em 18 de março de 2006, matando um motociclista local de 44 anos chamado Anthony Benesh. Benesh, que estava tentando começar um capítulo de Austin dos Hells Angels, foi atirado na cabeça por um atirador furtivo não visto, quando ele estava saindo de um restaurante do North Austin com sua namorada e dois filhos. A polícia disse que Benesh estava flanqueada por outras pessoas e o atirador usava apenas uma bala, atirando a uma distância de um rifle de alta potência. O assassinato ocorreu no mesmo fim de semana que a "Festa de Aniversário" do Bandidos MC no Sudeste do Texas, marcando o 40º aniversário da fundação de 1966 do clube. De acordo com a polícia, nos dias anteriores ao seu assassinato, Benesh estava recebendo chamadas telefônicas de Bandidos dizendo que ele deixasse de usar um colete que exibisse remendos de Hells Angels. Em 7 de março de 2017, as autoridades federais anunciaram que quatro membros da banda Bandidos foram presos e acusados ​​do assassinato de Benesh.
Em  17 de maio de 2015, os Bandidos foram envolvidos em uma batalha armada em um estacionamento do restaurante Twin Peaks em Waco, Texas, que matou nove pessoas e feriu 18. Entre os mortos havia um membro dos Bandidos e membros dos Cossacks. A partir de janeiro de 2016, o incidente permanece sob investigação, e ainda não está claro quem disparou tiros. Havia uma forte aplicação da lei presente na cena antes de qualquer violência entrar em erupção, o que leva à crença de que poderia ter sido uma configuração. Motociclistas locais de muitos clubes de motos (entre eles muitos veteranos e grupos de bicicletas da igreja) estavam presentes para participar de uma reunião trimestral da Confederação de Clubes (COC) que havia sido estabelecida há mais de 25 anos. Os executivos corporativos da Twin Peaks reviram mais tarde a licença de franquia em Waco (que também incluiu uma localização de irmã em Killeen, TX, que fazia parte da mesma franquia Twin Peaks). Como resultado da briga de Twin Peaks, 3 membros de alto escalão do Bandidos MC (vice-presidente nacional John Portillo, presidente nacional Jeffrey Ray Pike e sargento de armas Justin Cole Forster) foram levados sob custódia pelo FBI entre no final de dezembro de 2015 e janeiro de 2016. Em março de 2016, a Pike é gratuita em títulos.
Escandinávia
Um conflito e uma guerra contra as drogas entre os Hells Angels e os Bandidos, conhecido como " Great Nordic Biker War ", derrubaram de 1993 a 1997. Resultou em 11 assassinatos, 74 tentativas de assassinato e 96 membros feridos dos clubes de motociclistas envolvidos. Na Dinamarca, uma lei foi aprovada em resposta à guerra dos motociclistas que impediu os clubes de motas de possuir ou alugar imóveis para as atividades do clube. A lei foi posteriormente revogada por motivos constitucionais.
Em 14 de janeiro de 2009, o presidente da Bandidos Suécia, Mehdi Seyyed, foi condenado a nove anos de prisão por dois cargos de tentativa de homicídio. Ele bombardeou dois carros em Gotemburgo , em setembro de 2006, com granadas de mão, em atos de vingança como as vítimas já haviam testemunhado contra ele. Quatro outros membros de Bandidos receberam sentenças mais curtas por seu envolvimento nos ataques.

Danisch Bandidos
Finlândia
O National Bureau of Investigation (Keskusrikospoliisi) define Bandidos como um grupo criminoso organizado.
Austrália
Em 1984, o capítulo de Sydney estava envolvido em um tiroteio com o rival Comanchero Motorcycle Club , com seis membros de gangue e um espectador de 14 anos sendo morto.
Houve vários outros tiroteios envolvendo membros do Bandidos Motorcycle Club: em 2002, um membro foi ferido e ferido por Sean Waygood e Michael Christiansen da rede de gangue criminal Perish de Anthony "Rooster" em Haymarket, Nova Gales do Sul ; [41] Em 2008, o membro do Bandido, Ross Brand, foi morto a tiros e um conhecido ferido pelo afiliado rival John Russell Bedson do Rebels Motorcycle Club ;e em 2012, o membro do Bandido, Jacques Teamo, junto com um adolescente inocente, recebeu várias feridas de bala de um membro da gangue rival no Robina Town Centre, na Gold Coast .
Numerosas incursões policiais atacaram os membros do Bandidos e os implicaram no fornecimento de drogas ilegais e outros crimes.
Canadá
Presidente Hells Angels Quebec Maurice Boucher organizados "clubes de fantoches" para persuadir local, Montreal, Quebec clube Rocha Máquina -controlado bares, e seus traficantes residentes, a entregar seus negócios de droga ilegal. Rock Machine resistência levou ao derramamento de sangue. Em 14 de julho de 1994, dois membros do clube de fantoches do Hells Angels entraram em uma loja de motocicleta do centro e derrubaram um associado da Rock Machine. Esse foi o começo da guerra do motociclista de Quebec .
Em agosto, um Jeep com uma bomba controlada remotamente explodiu matando um associado da Rock Machine e um menino de 11 anos, Daniel Desrochers, que estava brincando em uma escola vizinha. Um mês depois, o primeiro membro do Hells Angels cheio foi morto a tiros, entrando em seu carro em um shopping center. Nove bombas foram ao redor da província durante seu funeral.
A guerra terminou em 2006 com homicídios em massa pelos Hells Angels, mais clamor público sobre a morte de pessoas inocentes resultaram em pressão da polícia, incluindo o encarceramento de mais de 100 motociclistas.
Esta guerra do relvado levou a máquina de rocha sobreparelhada a alinhar-se com os Bandidos remendando o capítulo Bandidos Québec. Nem todos os membros estavam felizes com o patch-over. Alguns desertaram para outros clubes, enquanto outros ficaram com o clube, mas esperavam restaurar sua soberania.

Wayne Kellestine protesta contra o desfile do orgulho gay de Londres, Ontário, em 2005.
Em 8 de abril de 2006, quatro veículos contendo os corpos de oito homens assassinados foram descobertos em um campo de fazendeiros fora da aldeia de Shedden , Ontário, Canadá. Seis dos homens mortos no que se tornou conhecido como o massacre de Shedden eram membros cheios da filial de Bandidos Toronto, incluindo o presidente da organização no Canadá; eles eram Luis Manny Raposo, John Muscedere, Jamie Flanz, George Jessome, George Kriarakis, Frank Salerno, Paul Sinopoli e Michael Trotta. Os suspeitos no caso, Michael Sandham, Marcelo Aravena, Frank Mather, Brett Gardiner, Dwight Mushey e Wayne Kellestine, também eram membros de pleno direito ou membros estagiários (também conhecidos como "prospectos"), no que a polícia descreveu como uma limpeza interna da Organização Bandidos NSCC (No Surrender Crew Canada). As vítimas foram trazidas para a fazenda de Kellestine, onde foram mantidos em cativeiro antes de serem sistematicamente levados para fora de seu celeiro e assassinaram "estilo de execução".
Em 30 de outubro de 2009, depois de dezoito horas de deliberação um júri em Londres, Ontário encontrou os seis suspeitos culpados em 44 acusações de assassinato em primeiro grau e quatro acusações de homicídio culposo.
Estes assassinatos fecharam o capítulo sobre Bandidos Canada "No Surrender Crew" e acabaram com todas as esperanças de dominar o Bandido no país. Muitos dos Bandidos canadenses restantes re-formaram a Rock Machine Biker Gang no Canadá no início de 2008. O novo clube se espalhou para fora de sua casa tradicional de Quebec e abriu capítulos na Austrália e nos Estados Unidos.
Alemanha

Bandidos club house em Bochum, Alemanha
Em 11 de junho de 2008, dois membros do Bandidos foram condenados e condenados à prisão perpétua pelo assassinato de um membro do Hells Angels em Ibbenbüren , na Alemanha. Os relatórios dizem que eles dirigiram a sua loja Harley-Davidson e atiraram nele lá em 23 de maio de 2007. Após o primeiro dia de um processo relacionado em 17 de dezembro de 2007, os distúrbios entre as duas gangues e a polícia foram relatados. Em 8 de outubro de 2009, um membro de Bandidos foi morto a tiros por uma perspectiva de Hells Angels em Duisburg .
Em fevereiro de 2010, cerca de 8 membros e adeptos de Bandido Turco étnico em Berlim em um movimento sem precedentes desertaram e se juntaram aos Hells Angels, formando um subcapítulo conhecido como "Hells Angels Nomads Türkiye". Isso desencadeou uma guerra de gangues em Berlim que durou de fevereiro a abril de 2010.
Em 26 de abril de 2012, as autoridades da Renânia do Norte-Vestefália proibiram e dissolveram o capítulo Aachen do Bandidos MC e três clubes de apoio. Na seguinte ação realizada pela Polícia da Renânia do Norte-Vestefália, foram pesquisadas 38 propriedades em que foram encontradas armas de fogo e armas de punho. A exibição de Bandidos Symbols e o uso de Bandidos Regalia também foram proibidos na Renânia do Norte-Vestefália. O governo Northrhine-Westphalia encontrou suas ações necessárias porque os Bandidos queriam construir sua supremacia criminal através de agressões e violência.
Holanda
Desde que o clube de motos de Bandidos começou nos Países Baixos em 2014, tem sido objeto de contínua atenção pela polícia holandesa. Particularmente, o capítulo da província de Limburgo estava sob investigação policial várias vezes. Pouco depois do início, houve dois assaltos com explosivos na casa de um presidente local, Harrie Ramakers e houve alguns confrontos com outro grupo de motos, os Hells Angels. O presidente Ramakers também é suspeito em várias investigações de assassinatos.
Em maio de 2015, uma grande invasão policial em várias casas de membros do clube levou à descoberta de cinco lançadores de foguetes, muitas armas automáticas, explosivos e fogos de artifício ilegais. A incursão fazia parte de uma investigação policial em curso envolvendo o tráfico de drogas em grande escala; vinte pessoas foram presas e acusadas de sintetizar e lidar com drogas duras, extorsão e lavagem de dinheiro.
Em 20 de dezembro de 2017, o tribunal de Utrecht, por solicitação do Ministério Público, declarou que as atividades do Bandidos Motorcycle Club eram contrárias à ordem pública e, pelo mesmo motivo, proibiam e dissolveram o seu capítulo holandês. "A proibição irá parar o comportamento que pode perturbar ou perturbar a nossa sociedade", afirmou o juiz. A proibição entrou em vigor imediatamente.


Fundador: Donald Eugene Chambers
Fundação: 4 de março de 1966, San Antonio, Texas, EUA
Sede: San Leon, Texas, EUA




7º  lugar

Highwaymen Motorcycle Club

O Highwaymen Motorcycle Club é um  Moto clube um por cento que foi formado em Detroit , Michigan , em 1954. O clube sofreu uma série de investigações em grande escala da polícia e do FBI , principalmente em 1973, 1987 e 2007. No início da década de 1970, vários membros sofreram  incursões de Moto clubes e motociclistas rivais.
O clube é o maior da área de Detroit, com mais de cem membros, e capítulos no Alabama, Flórida, Indiana, Kentucky, Ohio e Tennessee. Suas insígnias são um esqueleto com asas que usa uma touca de motociclista e jaqueta de couro, e suas cores são pretas e prateadas. Seu lema é: "Sim, apesar de montarmos as rodovias na sombra da morte, não tememos nenhum mal, pois somos os mais malvados" fuckers da mãe "no TheHighway." (para não usar palavrão, a tradução mais próxima é: “fodas nas estradas”) (" HFFH "). James Blake Miller , a "Marlboro Marinha", é um membro do tipo cangaço Kentucky, muitos dos quais, como Miller, são veteranos que sofrem de transtorno de estresse pós-traumático. Os Highwaymen são regeitados pela Federação de Motociclos de Detroit, que foi criado pelo presidente do Detroit Outlaws Motorcycle Club na década de 1970 para resolver guerras de turmas de motociclistas.
Em 1955, os Highwaymen estavam na verdade listados como um clube sancionado pela Associação Americana de Motociclistas (AMA), uma forma de respeitabilidade geral que os clubes de motociclismo fora da lei, no decurso dos anos 1950 e 1960, acabariam por rejeitar como a própria definição de 'fora da lei' e 'one-percenter', tanto que a AMA rejeitou os clubes fora da lei do meio deles.

Em 5 de maio de 2007, o Federal Bureau of Investigation prendeu 40 membros e associados do capítulo de Detroit dos Highwaymen sobre uma série de acusações, incluindo ataques de recrutamento, assassinato por assalto, agressão policial, tráfico de cocaína, roubo de veículos e hipotecas e seguros fraude. Vinte e nove armas de fogo ilegais, incluindo rifles de assalto, espingardas e armas de mão, também foram encontradas quando os agentes do FBI invadiram casas e a casa do clube do capítulo. A investigação no clube durou dois anos e envolveu escutas telefônicas e dois informantes, um dos quais foi eventualmente assassinado.
Randell Lee McDaniel, membro de Highwaymen, de alto escalão, foi preso por ter feito uma loja de chop em Lansing, Michigan, em 13 de junho de 2007. A investigação do Monroe County Auto Theft Enforcement começou em outubro de 2006 e serviu vários warrants sobre propriedades de propriedade da McDaniel. Ele foi encarregado de conduzir uma empresa criminosa, operando uma loja de chop, roubo de veículos motorizados e possuindo uma substância controlada.
Quatro policiais e um membro dos Highwaymen foram indiciados em 12 de março de 2008 por um grande júri federal em Detroit com acusações decorrentes da investigação de 2007 sobre o tráfico de drogas. O membro da estrada de comando, Sean Donovan, que já estava preso por acusações de bens roubados, foi acusado de ter a intenção de distribuir maconha e Vicodin . Os quatro policiais também foram presos por corrupção.

Lema
Highwaymen forever, forever Highwaymen
Fundado
1954
Localização
Detroit , Michigan
Tipo
Clube da motocicleta fora da lei
Região
Meio oeste e sul dos Estados Unidos [1]
Local na rede Internet
www .detroithighwaymen.com


Esta música é considerada o hino do Highwaymen Motorcycle Club



Highwayman
Eu fui um salteador. Pelas velhas estradas eu cavalguei
Com a espada e a pistola ao meu lado
Muitas jovens donzelas perderam suas bijuterias aos meus negócios
Muitos soldados derramaram seu sangue em minha lâmina
Os bastardos me enforacaram na primavera de vinte e cinco
Mas eu continuo vivo.
Eu fui um marinheiro. Eu nasci sobre a maré
E no mar eu permaneci.
Eu naveguei uma escuna ao redor de Horn até o México
Eu subi ao mastro principal e baixei a vela principal num só golpe
E quando a tripulação se rebelou eles disseram que eu seria morto
Mas eu ainda estou vivendo
Eu fui um construtor de barragens, através do largo e profundo rio
Onde a água e aço colidiam
Um lugar chamado Boulder, no selvagem Colorado
Eu escorreguei e caí no concreto úmido
Eles me enterraram naquela tumba que não conhece som algum
Mas eu permaneço por aí, eu sempre estarei por aí.... e por aí... e por aí
por aí e por aí.
Eu piloto uma nave espacial, através do Universo dividido
E quando eu alcançar o outro lado
Eu encontrarei um lugar para descançar meu espírito se eu puder
Talvez e possa me tornar um salteador novamente
Ou eu posso simplesmente ser uma única gota de chuva
Mas eu permanecerei
E estarei de volta outra vez, e outra vez, outra vez e outra vez e outra vez.


6º Lugar

Warlocks Motorcycle Club

O Warlocks Motorcycle Club pode se referir a dois clubes de moto fora da lei diferentes, não afiliados, com base em diferentes regiões dos Estados Unidos .
Warlocks Motorcycle Club (Pensilvânia) , um clube de motos baseado na Filadélfia , o Delaware Valley e South Jersey .
Warlocks Motorcycle Club (Florida) , um clube de motos com sede na Flórida . Porêm não está na lista do FBI



O Warlocks Motorcycle Club é um clube de motociclismo “Um por cento" que foi formado na Filadélfia, Pensilvânia, em 1967. Foi o primeiro clube de motociclismo oficial de 1% estabelecido na Pensilvânia . O clube é mais proeminente na área do condado de Filadélfia e Delaware , mas eles têm território em todo o Vale do Delaware (ou seja, a área metropolitana de Filadélfia), incluindo South Jersey e Wilmington . Agora existem capítulos em toda a Pensilvânia, South Jersey e Delaware . A insígnia do clube é uma Harpia, que na mitologia grega e romana, era um monstro feminino na forma de um pássaro com rosto humano. Suas cores são vermelhas e brancas. O clube rapidamente se expandiu no final da Guerra do Vietnã quando milhares de soldados voltaram para casa para os Estados Unidos, muitos para a Pensilvânia.

Em dezembro de 1988, indivíduos associados aos Warlocks seqüestraram o então presidente Craig "Coyote" Gudkneckt do capítulo da Raça em retaliação de vários membros do Warlock. Sendo salvos pelos membros da Raça em um bar Bensalem . Gudkneckt foi levado para a casa de um Warlock onde ele estava amarrado, apanhado de pistola, Gudkneckt escapou.
Em 6 de maio de 1995 Sargento policial. Ippolito "Lee" Gonzalez do Município de Franklin, Gloucester County, Nova Jersey puxou os membros dos Warlocks Robert "Mudman" Simon e Charles Staples em momentos de trânsito depois que os dois haviam cometido um roubo comercial. Simon disparou contra Gonzalez duas vezes, na cabeça e no pescoço, e Gonzalez morreu instantaneamente. Mais tarde Simon disse que atirou no sargento Gonzalez porque ele não queria voltar para a prisão. Simon foi rapidamente detido, se declarou culpado e condenado à morte. No momento do assassinato de González, Simon estava apenas três meses fora da prisão e em liberdade condicional após uma condenação em 1981 por ter matado uma mulher no condado de Carbono, Pensilvânia. Em 1999, Simon foi morto por Ambrose Harris, outro preso com condenação de morte, na prisão estadual de Trenton, em Nova Jersey. Harris argumentou autodefesa e as acusações foram descartadas.
Em 2006, Tommy Zaroff, nascido em 1972 (45 a 46 anos), um ex-presidente do capítulo Bucks County dos Warlocks foi preso por suspeita de possuir dez libras de metanfetamina e foi condenado pelo menos cinco anos depois de se declarar culpado de encargos, incluindo a distribuição de uma substância controlada, lucrando com atos ilegais e conspiração. Em 4 de fevereiro de 2009, Daniel "Dirty Dick" McElheney, nascido em 1944 (73 a 74 anos), foi preso sob o apelido de Richard McElheney, depois que sua casa foi invadida pela polícia. A polícia apreendeu seis rifles, dez armas de mão e várias drogas ilegais
Em outubro de 2008, o procurador-geral do estado da Pensilvânia , Tom Corbett, alegou que o clube de motocicletas Warlocks está envolvido com uma operação de fabricação de metanfetamina com sede em Berks County, Pensilvânia . A investigação foi apelidada de "Operação subterrânea". Corbett disse que a operação fabricou e distribuiu US $ 9 milhões de metanfetaminaem todo o sudeste da Pensilvânia e possivelmente (fornecido) aos membros do clube de motos Warlocks, que alegadamente tem sido associado ao crime organizado e ao tráfico de drogas. "Os Warlocks foram objeto de outras investigações, e continuaremos a investigar a conexão de Warlock-Spadafora", disse Corbett. Ele acrescentou que a investigação continua e espera mais prisões. Não houve Warlocks presos ou notificados até o momento deste comunicado de imprensa.

Fundado
1967
Local de fundação
Philadelphia , Pensilvânia
Anos ativos
1967 presente
Território
Principalmente Filadélfia eDelaware County, PA ; capítulos e membros em todo o Delaware Valley , South Jersey , Delaware e leste da Pensilvânia
Etnicidade
Branco
Aliados
Philadelphia Crime Family , Wheels of Soul Motorcycle Club, ocasionalmente Pagan's Motorcycle Club
Rivais
Pagan's Motorcycle Club ,  Florida Warlocks Motorcycle Club, The Breed Motorcycle Club , várias gangues e fora da lei moto clubes



5º Lugar
Sons of Silence Motorcycle Club


Filhos do silêncio Motorcycle Club (SOSMC) é um Moto Clube Um por Cento, que
foi fundada em Colorado Springs, nos Estados Unidos em 1966. O primeiro
capítulo fora de Colorado era o capítulo de Iowa que foi fundado em 1968. Hoje
temos capítulos americanos em Arkansas, Colorado, Florida, Idaho, Illinois, Indiana,
Kansas, Kentucky, Louisiana, Minnesota, Mississippi, Missouri, Dakota do Norte,
Dakota do Sul, Utah e Wyoming. O primeiro capítulo estrangeiro foi fundado em Munique,
Alemanha em 1998. Em 2001, mais capítulos alemães foram fundados em,
Gangkofen e Nürnberg. Em novembro de 2007, um capítulo Viernheim foi fundado.

O emblema do clube foi adotado a partir do logotipo da American Eagle utilizado pela empresa de cerveja Budweiser com um águia americana sobreposta sobre a letra A, com seu lema escrito embaixo.  
"donec Mors não separa ", latim para  "até que a morte nos separe ". O
patch  é costurado na parte de trás de cada colete do Membros  full patch.

Em outubro de 1999, 37 membros dos Sons of Silence foram presos por tráfico de drogas e acusações de armas ilegais durante uma das maiores operações secretas.
Foram apreendidos 20 lbs. de metanfetamina, 35 armas de fogo, quatro granadas de mão, dois silenciadores, bem como dinheiro e motos.




Lema                                   donec Mors non separat
Fundada                              1966
Lider                                   Bruce  "o cara " Richardson
Tipo de motocicleta               Outlaw Clube
Região                                centro-oeste e Sul da United Estados; Sul da Alemanha
Membros                             500 Full-patch
site                                    www.sonsofsilence.com



4º Lugar
Outlaws Motorcycle Club

O Outlaws Motorcycle Club, incorporado como American Outlaws Association ou seu acrônimo, AOA , é um clube de motociclismo fora da lei americano que foi formado em McCook, Illinois, em 1935.

A adesão aos Outlaws é limitada aos homens que possuem motocicletas americanas de tamanho específico. Seus principais rivais são os Hells Angels, dando origem a uma frase usada pelos membros do Outlaws, "ADIOS" (a palavra em espanhol para "adeus", mas, neste caso, duplicando como um acrônimo para " A ngels D ie I n O Ulaw S tates ").

O Outlaws Motorcycle Club foi estabelecido no Matilda's Bar na antiga rota 66 em McCook, Illinois, um subúrbio sudoeste de Chicago, em 1935. O clube permaneceu juntos durante a Segunda Guerra Mundial, mas como a maioria das organizações naquela época, suas atividades eram limitados.
Na década de 1950, o logotipo do clube foi alterado; um pequeno crânio substituiu uma motocicleta alada, e as letras antigas do estilo inglês foram adotadas. Este design foi bordado em uma camisa preta e pintado à mão em jaquetas de couro. Em 1954, os Pistões Cruzados foram adicionados ao crânio pequeno original. Este design foi bordado em uma camisa preta de estilo ocidental com tubulação branca. O filme The Wild One com Marlon Brando influenciou este backpatch. O Skull and Crossed Pistons foi redesenhado em 1959, tornando-os muito maiores com mais detalhes. O logotipo da AOA foi adotado como resposta ao logotipo da AMA .
O clube apareceu em um trabalho de fotojornalismo chamado The Bikeriders, publicado em 1967 por Danny Lyon, uma coleção de fotografias e entrevistas documentando o estilo de vida dos membros do clube no início da década de 1960.
Na Inglaterra e no País de Gales, o grupo possui cerca de 30 capítulos diferentes.

Florida
O Fugitivo # 453 mais procurado pelo FBI , Taco Bowman , conhecido líder mundial da AOA, na prisão desde 1999 por três assassinatos, foi o presidente internacional do Outlaws Motorcycle Club. Durante o tempo em que Bowman foi um fugitivo em 1998, teve capítulos em mais de 30 cidades nos Estados Unidos e cerca de 20 capítulos em pelo menos outros quatro países. Em 2001, ele foi tentado em Jacksonville, Flórida, Agentes federais junto com a equipe SWAT da Daytona Beach invadiram a casa dos Outlaws em Beach Street, em Daytona Beach, Flórida  procurando drogas, armas, contrabando, parafernália, etc. Eles destruíram a casa do clube de Daytona Beach durante a maior parte do dia e não encontraram nada, mas tiraram a maior parte das imagens do clube e qualquer outra informação possivelmente identificável que pudessem encontrar. Agentes federais também invadiram uma casa em Ormond Beach e dois outros clubes ao redor do estado. A busca dos clubes de Jacksonville resultou na apreensão de  60 armas, incluindo facas de bolso e cozinha.

O procurador-geral dos Estados Unidos, Alberto Gonzales, anunciou um acórdão de 16 de abril dos membros da Outlaws National Club.  A acusação do grande jurado de Detroit incluiu várias acusações, incluindo agressão e distribuição de drogas. Onze líderes fora da lei e membros de alto escalão da gangue foram presos após uma investigação de cinco anos. O FBI disse que vários membros da gangue foram acusados ​​de conspiração para assaltar os membros do Hells Angels Motorcycle Club em Indiana.

Georgia

Frank Rego Vital, de Roberta, Geórgia e membro da Outlaws MC, foi baleado e morto em um tiroteio de manhã no dia 24 de junho de 2007 no estacionamento do The Crazy Horse Saloon strip club em Forest Park, Georgia, por dois membros do Renegades MC em O que foi descrito como um tiroteio de autodefesa depois que os membros de Vital e outros fora da lei seguiram os homens do clube. Ambos os membros do Renegade foram baleados várias vezes, mas sobreviveram.

Illinois

Em 30 de julho de 2008, várias instalações associadas aos Outlaws na área de Chicago foram invadidas por agentes do FBI e do ATF. O FBI trouxe uma equipe da SWAT e um veículo de assalto urbano para a casa do clube no lado oeste da cidade, caso a houvesse violência.

Indiana

Em 11 de julho de 2012, os Marshalls dos Estados Unidos invadiram o clube do Indianapolis Outlaws Chapter e prenderam 42 membros por crimes que vão desde fraudes de correio até lavagem de dinheiro.  As agências de aplicação da lei conduziram as incursões ao amanhecer na tentativa de conquistar membros desprevenidos. O advogado dos EUA, Joe Hogsett, disse que suas ofensas incluíam o uso de violência para cobrar dívidas e operações ilegais de jogo.

Maine

Em 15 de junho de 2010, a ATF cercou a casa de Thomas "Tomcat" Mayne. O tiroteio foi trocado com o ATF, finalmente matando Mayne. O ATF estava lá para executar um mandado de busca federal para uma acusação que incluiu Mayne e 26 outros membros dos Outlaws, por acusações da RICO e pelo tiroteio de um membro do rival Hells Angels.

New Hampshire

Em 27 de junho de 2006, Christopher Legere, de Raymond, New Hampshire , um membro dos Outlaws, foi preso por assassinato de um homem que estava usando uma camisa Hells Angels.

Pensilvânia

Em 17 de março de 2009, 22 pessoas - incluindo um funcionário correcional - foram cobrado em conexão com um anel de distribuição de cocaína de US $ 3,6 milhões operado por membros e "adeptos" do Outlaws Motorcycle Club em Luzerne County, Pensilvânia.

Em 24 de agosto de 2009, 15 membros do capítulo da Outlaws Philadelphia foram presos em conexão com um anel de metanfetaminas . Os presos incluíram o presidente do capítulo Thomas "The Boss" Zaroff, Jr., e Charles "The Panhead" Rees. De acordo com o conselheiro distrital da Pensilvânia Tom Corbett, a gangue vendeu metanfetamina nos condados de Filadélfia, Bucks, Montgomery, Chester e Delaware na Pensilvânia e nos municípios de Camden e Burlington em Nova Jersey.

Tennessee

Em 1º de janeiro de 2010, o escritório do xerife do condado de Knox em conjunto com o Departamento de Polícia de Knoxville invadiu uma casa localizada no 205 Clifton Road para execultar dois mandados de prisão e executar um mandado de busca no imóvel que alegadamente era um clube fora da lei. Oficiais, incluindo membros da equipe SWAT, invadiram a instalação antes da meia-noite, mas encontraram apenas um punhado de membros idosos do clube, que se renderam de forma rápida e pacífica. O xerife do condado de Knox, James Jones, atuou em informações de um informante disfarçado de que muitos dos membros do clube estariam presentes na celebração informal da véspera de Ano Novo. Os mandados de detenção foram emitidos para Mark "Ivan" Lester e Kenneth Foster por seus supostos papéis em um confronto com o informante secreto no início de dezembro de 2009, que se infiltrou na organização há mais de 14 meses. De acordo com o xerife Jones, Lester e Foster alegadamente ameaçaram o informante com uma pistola e exigiram as cores em sua posse. Por estatuto do clube, as cores do clube sempre são propriedade do Clube e não do membro individual. O informante, que afirmou estar com medo de sua segurança, submeteu-se às demandas dos homens. Mark Lester é suposto o presidente regional encarregado das operações dos clubes nos estados de Kentucky e Tennessee.

Lester e Foster foram presos na residência e foram acusados ​​de assalto agravado e sequestro agravado. Após a busca da residência, os oficiais encontraram algumas armas de mão e pequenas quantidades de maconha. Eles alegaram que tinham evidências de outras atividades ilegais. Ambos os homens foram presos. Além das cobranças decorrentes do desmascaramento do clube pelo agente secreto, no entanto, nenhum outro tipo de acusação foi arquivado.

Todas as acusações contra Mark Lester e Kenneth Foster foram mais tarde abandonadas.

Virginia

Em 15 de junho de 2010, um grande jurado na Virgínia indiciou 27 membros do Outlaws em diversas acusações sob a Lei de Organizações Influenciadas e Corruptas de Racketeer (RICO) relacionadas à participação em uma empresa criminosa que se envolveu em assaltos, sequestro, tráfico de drogas, jogos de azar ilegais e tentativa de assassinato.

Reino Unido

Em 12 de agosto de 2007, Hells Angel Gerry Tobin, um canadense que morava em Mottingham , Londres, foi morto a tiros na auto-estrada M40 enquanto retornava do festival Bulldog Bash, realizado perto de Long Marston, Warwickshire . Ele foi escolhido aleatoriamente pelos membros dos Outlaws. Em novembro de 2008, sete membros do capítulo de Warwickshire foram condenados por seu assassinato e sentenciados a prisão perpétua.

Em 20 de janeiro de 2008, houve uma briga entre até 30 dos clubes rivais no Aeroporto Internacional de Birmingham . A polícia recuperou várias armas, incluindo pinças , martelos e um cortador de carne . Quatro membros fora da lei e três Hells Angels foram presos por seis anos cada. O aumento da segurança no tribunal, durante o período do julgamento, custou cerca de £ 1 milhão.

Bélgica

Em abril de 2000, Jan Wouters, membro do full-patch, foi morto por Outlaw André Renard na presença de outros dois Outlaws no domínio do clube em Mechelen . Os três membros receberam sentenças de prisão perpétua pelo assassinato de seus colegas fora da lei. Entre eles estava o cunhado da vítima. De acordo com os três criminosos fora da lei, o assassinato ocorreu depois que Wouters supostamente apontou uma arma para seu cunhado. Em grande parte, acreditava-se que o assassinato não era o resultado de uma discussão ocasional, mas sim uma execução aprovada pela hierarquia do clube.

Em 4 de outubro de 2009, vários Hells Angels e Red Devils aliados realizaram uma incursão em um clube da Outlaw MC em Kortrijk . Os tiroteios foram disparados e três Outlaws foram feridos antes que os Hells Angels e seus companheiros dos Red Devils fugissem da cena. O incidente ocorreu depois que membros do Outlaws MC supostamente empurraram uma moto pertencente ao presidente da Red Devils MC, Johan F., em Moeskroen . O ataque também é considerado parte de uma disputa territorial entre os Hells Angels e os Red Devils de um lado e os Outlaws do outro. Vários meses antes da invasão, no dia 24 de julho de 2009, membros dos Red Devils e Hells Angels já tomaram uma retaliação incendiando motocicletas fora de um clube fora da lei. Eventualmente, seis Hells Angels e dois Red Devils foram condenados por tentativa de assassinato e sentenças de cinco a vinte anos de prisão.

Em 21 de maio de 2011, um membro com patch completo, um prospeto e um simpatizante da Bélgica Outlaws MC foram baleados e mortos por motociclistas rivais dos Hells Angels belgas. Os assassinatos ocorreram em Eisden, não muito longe de Maasmechelen, onde os Outlaws abriram um novo clube apenas alguns dias antes. Dois dias após os assassinatos, vários Hells Angels foram ligados ao assassinato e presos, incluindo o presidente do capítulo 'Zwartberg'. O funeral do membro do patch completo, Freddy Put, foi acompanhado por cerca de 200 Outlaws de toda a Europa. A investigação sobre os assassinatos em Eisden está em andamento e é dificultada, porque dentro dos Hells Angels e Outlaws há um código de silêncio chamado 'omerta'. Em resposta a esses assassinatos, o Exército belga está investigando a possibilidade de remover membros de MC's criminosos de suas fileiras, já que dois dos principais suspeitos eram paracommandos.

Na noite de 24 de dezembro de 2012, durante um show de rock em Dilsen-Stokkem , membros dos Hells Angels foram atacados por membros do Outlaws MC. Vários Hells Angels estavam dentro do salão de Nieuwenborgh ouvindo a última banda de rock da noite terminando suas músicas finais quando, às 1:30 da manhã, na hora local, vários Outlaws armados com bastões expansíveis (ilegais na Bélgica) chegaram ao local. A situação rapidamente aumentou em uma briga com três feridos como resultado. A polícia rapidamente chegou à cena em grande número. Um dos feridos era um homem de 41 anos que sofreu uma fratura aberta na perna.

Lema                                                    Deus Perdoa, Outlaws Não   ADIOS (os anjos morrem em estados fora da lei
Fundado                                                1935
Localização                                            McCook, Illinois , Estados Unidos
Título do Líder                                         Presidente nacional
Tipo Clube da motocicleta fora da lei
Região Nationwide                                   48 capítulos em 23 estados
Marca de Motocicletas                              americanas
Associados                                             1.600-2.000
site                                                       www.outlawsmcworl.com
Abreviação                                             AOA




3º Lugar
Pagan's Motorcycle Club

O Pagan's Motorcycle Club , ou simplesmente The Pagans , é um Motoclube fora da lei, ou seja, 1%  é um suposto sindicato de crime organizado formado por Lou Dobkin em 1959 em Prince George's County, Maryland , Estados Unidos .  O clube expandiu-se rapidamente e, em 1965, os pagãos, originalmente vestidos de jaquetas de denim e de motocicletas triumph , começaram a evoluir nas linhas do estereotipos
Os pagãos são categorizados como uma brigada de motocicleta fora da lei pelo Federal Bureau of Investigation . Eles são conhecidos por lutar  pelo território com o Hells Angels Motorcycle Club (HAMC) e outros clubes de motos, como o Fates Assembly MC, que desde então fundiram com o HAMC.  Está ativo em treze estados dos EUA: Delaware, Flórida, Kentucky, Maryland, Nova Jersey, Nova York, Carolina do Norte, Ohio, Pensilvânia, Carolina do Sul, Michigan, Virgínia e Virgínia Ocidental.
Os pagãos foram estabelecidos em Prince George's County, Maryland, pelo então presidente Lou Dobkin, em 1959. O grupo começou usando jaquetas de denim e andando Triumph Motorcycles .  Originalmente eles eram um  grupo de amigos de 13 motociclistas. Na década de 1960, eles adotaram uma constituição formal e formaram uma estrutura de governo escolhendo um presidente nacional.
Eles eram um grupo não violento até 1965, quando os pagãos evoluíram para uma brigada fora da lei com vínculos com outros grupos do crime organizado. Sob a liderança de John "Satanás" Marron, sua violência cresceu no início da década de 1970. A sedemãe do clube não está em um local fixo, mas geralmente foi localizada no Nordeste. Líderes pagãos de 13 a 18 membros que são presidentes de capítulos com o maior capítulo localizado na Filadélfia.
Os pagãos cresceram através da fusão com outras gangues de motocicletas fora da lei . Considerado pela aplicação da lei como quase tão complexo e diversificado quanto os Hells Angels, a disciplina e a estrutura dos pagãos são os mais rígidos dos quatro grandes clubes de motos.
O patch de Pagans MC retrata o gigante de fogo nórdico Surtr sentado no sol, empunhando uma espada, mais a palavra Pagan's, em vermelho, branco e azul. A imagem de Surtr foi tirada de uma ilustração de Jack Kirby na edição 97 do livro de quadrinhos Journey to Mystery.
Ao contrário da maioria dos clubes de motoqueiros, os pagãos não incluem um balancim inferior nas insígnias do clube, indicando o capítulo geográfico do membro usando o patch completo do clube. O clube se recusa a seguir essa tradição de um por cento, porque eles não querem que os seus integrantes sejam identificados geograficamente
Os membros usam coletes de denim azuis chamados cortes ou cortes com manchas de clube, conhecidas como cores, na frente e nas costas. Os símbolos dos pagãos também incluem um número preto 13 nas costas de suas cores (indicando que estão afiliados ao capítulo da matris do clube), o número 4 (que significa o lema "viver e morrer"), o número 5, o número 7 (um patch "em memória de"), o número 9 (o capítulo com o qual o membro está afiliado) e o número 16 (P é a 16ª letra do alfabeto). Os remendos de supremacistas nazistas ou brancos também são comuns na frente dos cortes,  assim como as tatuagens que lêem "ARGO" (Ar Go Fuck Yourself) e "NUNYA" (Nun'Ya Fuckin 'Business).
Recentemente, a adesão dos pagãos começou a diminuir à medida que a sua participação na rival Hells Angels cresceu.  Os pagãos têm aproximadamente 350 a 400 membros e 44 capítulos e são ativos ao longo da costa leste dos Estados Unidos . Os capítulos são comuns na Flórida, Nova Jersey, Pensilvânia, Delaware, Maryland, Carolina do Norte, Ohio, Virgínia e Virgínia Ocidental. Os pagãos têm um conselho governante que, em última instância, controla a gangue. A sede dos Pagans está atualmente em Delaware County , Pensilvânia.
Os membros devem ter pelo menos 21 anos e proprietários de motocicletas Harley-Davidson com motores 900 cc ou maiores. A responsabilidade do sargento nacional de armas é a mão escolher 13 membros do capítulo para servir como "agentes responsáveis ​​pela aplicação" ou "reguladores".
Os pagãos estão ligados à produção e ao tráfico de drogas como metanfetamina , maconha , cocaína , heroína e PCP . Os pagãos também tiveram fortes laços com o crime organizado , especialmente em Nova Jersey e Pensilvânia. Os pagãos costumam usar clubes de marionetes, clubes de motociclismo afins menores ou organizações de tráfico de droga que promovam grandes bandas de motociclistas fora da lei para distribuir drogas. Os pagãos também se comprometeram em assalto, incêndio criminoso, extorsão, roubo de moto / carro e tráfico de armas. A maior parte da violência perpetrada pelos pagãos é dirigida a gangues rivais, como Hells Angels.
New Jersey
Em 17 de julho de 1994, pelo menos oito membros dos pagãos apareceram no recém-fundador anual de piquenique de caridade organizado pelo Tri-County MC em Hackettstown, NJ. Os pagãos estavam lá para intimidar os clubes de motos locais em alinhamento com os pagãos para que eles tivessem uma base de poder maior para evitar que Hells Angels se estabelecesse em Nova Jersey. Uma luta começou e aumentou de punhos para facas e armas. Quando tudo foi feito, Pagans Glenn Ritchie e Diego Vega foram mortos a tiros. O pagão Ron Locke e o membro do Tri-County William Johnson tiveram ferimentos de bala, e o membro do Tri-County, Hank Riger, teve sua garganta cortada por Ron Locke.
Nova Iorque / Pensilvânia
Em 23 de fevereiro de 2002, 73 pagãos foram presos em Long Island, Nova York, depois de aparecerem em uma exposição de motocicleta e tatuagem indoor chamada Hellraiser Ball.  Os pagãos haviam mostrado o evento para enfrentar Hells Angels que estavam na bola. Dezenas de pagãos correram as portas do evento e foram encontrados com violência pelos Hells Angels. Seguiram-se as lutas, dez pessoas ficaram feridas e um anjo dos infernos atirou e matou um membro pagão. Duas semanas depois, um salão de tatuagem de Pagans, localizado em South Philadelphia, Pensilvânia, foi incendiado.
Em 2005, Pagans alegadamente abriu fogo e matou o vice-presidente do capítulo da Filadélfia dos Hells Angels enquanto ele estava dirigindo seu caminhão na via expressa de Schuylkill . Mais tarde naquele ano, os Hells Angels fecharam seu capítulo de Filadélfia.
Em setembro de 2010, dezanove membros dos pagãos foram presos em Rocky Point, Nova York por alegadamente conspirar para assassinar membros do Hells Angels. Os custos também incluem assalto, distribuição de cocaína e oxicodona , conspiração para cometer acusações de extorsão e armas. Dois agentes federais da ATF se infiltraram na gangue, fornecendo evidências fundamentais. Um agente eventualmente serviu como sargento de armas, a segunda posição mais alta na hierarquia. Membros de gangues foram ouvidos conspirando para assassinar membros do Hells Angels usando granadas de mão caseiras.
Dennis Katona, presumivelmente o "Presidente Nacional" do clube, foi preso pela Polícia do Estado da Pensilvânia perto de Pittsburgh, em Herminie, em junho de 2011.
Maryland
Um líder de Pagans MC, Jay Carl Wagner, de 66 anos, foi preso em Washington County, Maryland , por mais de 60 funcionários de funcionários estaduais, locais e federais com um robô de descarte de bomba em 9 de maio de 2007 e, posteriormente, acusado de possuir uma arma de fogo regulada após a condenação de um crime violento. Polícia e agentes recuperaram sete armas de mão, dois supostos dispositivos explosivos e 13 rifles.  Em 5 de março de 2008, Wagner se declarou culpado de ser um criminoso na posse de uma arma de fogo. Em 8 de agosto de 2008, o juiz chefe do distrito dos EUA, Benson E. Legg, condenou Wagner a 30 meses de prisão, seguido de três anos de liberação supervisionada.
Em 6 de outubro de 2009, a casa do presidente nacional David "Bart" Barbeito em Myersville, Maryland, foi invadida pela polícia. Ele foi preso por porte ilegal de armas de fogo. Em junho de 2010, ele se declarou culpado de agressões e outros encargos. Foi condenado a trinta meses de prisão.
Multi-estado
Em 2009, 55 membros pagãos e associados foram presos de West Virginia, Kentucky, Virgínia, Pensilvânia, Nova York, Nova Jersey, Delaware e Flórida. As acuzações variam de tentativa de assassinato e seqüestro ao tráfico de drogas e conspiração. Até agora, sete envolvidos no caso se declararam culpados.


Fundado
1959
Localização
Prince George's County, Maryland
Fundador
Lou Dobkin
Tipo
Clube da motocicleta fora da lei
Região
Costa Leste dos Estados Unidos



2º Lugar
Mongols Motorcycle Club

O Mongols Motorcycle Club , às vezes chamado Mongols Nation ou Mongol Brotherhood , é um “Moto Clube 1%" e um sindicato de crime organizado confirmado conforme informaçãoes da Secretaria de segurança . O clube está sediada no sul da Califórnia e foi formado originalmente em Montebello, Califórnia , em 1969. As autoridades responsáveis ​​pela aplicação da lei estimam que há aproximadamente 1.000 a 1.500 membros remendados (petch) (com a expansão na Austrália em 2013). A presença principal dos mongóis é no sul da Califórnia , mas também em todo os Estados Unidos com capítulos em 14 estados, bem como capítulos internacionais em 10 países.

Os membros dos mongóis tiveram longa história sobre o comércio ilegal de drogas (especialmente metanfetamina ), lavagem de dinheiro , roubo , extorsão , violações de armas de fogo, assassinatos e assaltos, entre outros crimes.  O atual presidente do clube, David Santillan, nega que o clube como um todo é uma empresa criminal e os advogados (não membros) para o clube afirmam que alterou seu código de conduta para excluir os toxicodependentes e os criminosos, não permitindo que os membros atuais se envolvam em atividades criminosas.
Incidentes
Em 1998, o agente da ATF , William Queen, infiltrou-se no clube, acabando se tornando um membro do patch completo e subindo ao cargo de vice-presidente do capítulo usando o apelido secreto de Billy St. John. Em abril de 2000, com base em evidências recolhidas durante o período secreto de 28 meses da Rainha com o clube, 54 mongóis foram presos. Todos, exceto um dos acusados, foram condenados por vários crimes, incluindo tráfico de drogas, roubo de motocicletas e conspiração para cometer assassinato.
Em 2002, membros dos Mongols e dos Hells Angels tiveram um confronto em Laughlin, Nevada , no Harrah's Laughlin Casino, que deixou três motociclistas mortos. Mongol Anthony "Bronson" Barrera, 43, foi esfaqueado até a morte; e dois Hells Angels - Jeramie Bell, 27, e Robert Tumelty, 50 - foram mortos a tiros. Em 23 de fevereiro de 2007, membros do Hells Angels James Hannigan e Rodney Cox foram sentenciados a dois anos de prisão pelos seus respectivos papéis no incidente. Cox e Hannigan foram capturados em fita de vídeo enfrentando mongóis dentro do cassino.
O membro do Mongols, Christopher Ablett, se entregou às autoridades em Bartlesville, Oklahoma , em 4 de outubro de 2008, depois de fugir do assassinato do presidente Markus Papa "Guarda dos Infernos Angels " em San Francisco, Califórnia no início desse ano. Seu vínculo havia sido fixado em US $ 5 milhões.  Ele foi condenado por assassinato e extorsão e três acusações de porte ilegal de armas em 23 de fevereiro de 2012, em San Francisco.
Em 20 de dezembro de 2008, em Las Vegas, os membros dos mongóis chegaram a "A Special Memories Wedding Chapel" para o casamento de um colega, encontrar uma carta local dos Hells Angels acabou de terminar sua própria cerimônia. É relatado pelas notícias do KTNV Canal 13, que os Hells Angels atacaram os membros dos mongóis, enviando três para um hospital, dois dos quais sofreram feridas na faca. Não foram realizadas prisões e as autoridades locais informam que estão à procura de suspeitos que estão envolvidos no ataque.
Em 28 de outubro de 2014, em San Gabriel, Califórnia, um membro dos mongóis, David Martinez, supostamente atirou e matou Shaun Diamond, membro da equipe de SWAT da polícia Pomona. Diamond foi baleado na parte de trás da base do pescoço, com uma espingarda ao serviço de uma garantia de busca. Martinez disparou Diamond depois que o oficial virou as costas para a porta, seguindo o procedimento de violação. O oficial Diamante morreu no amanhecer, 29 de outubro de 2014, no Huntington Memorial Hospital. O juiz ML Villar, na audiência preliminar, acrescentou uma acusação especial de gangues às acusações de homicídios capitais depois que a acusação o conectou com um capítulo mongol em Montebello, Califórnia. Martinez enfrenta a pena de morte se for condenado.
Operation Black Rain
Operação Black Rain foi uma operação da ATF em 2008 para parar a alegada atividade criminosa dentro do Mongols Motorcycle Club.
Em 21 de outubro de 2008, 38 membros, incluindo Ruben "Doc" Cavazos , foram levados à custódia federal depois que quatro agentes do Bureau of Alcohol, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos se infiltraram o grupo pela segunda vez, tornando-se membros do patch completo. Foram emitidos 110 mandados de captura e 160 mandados de busca na Califórnia, Ohio, Colorado, Nevada, Washington e Oregon.
Em 23 de outubro de 2008, a juíza do distrito federal Florence-Marie Cooper concedeu uma liminar que proíbe os membros do clube, seus familiares e associados de usar, licenciar, vender ou distribuir o logotipo, que tipicamente retrata o perfil de um guerreiro mongol com óculos escuros , porque, de acordo com a polícia, eles usam o logotipo e os nomes como uma identidade e como uma forma de intimidação para cumprir seus objetivos. Os promotores pediram a injunção depois que as autoridades detiveram dezenas de mongóis sob uma acusação de extorsão.
O presidente do clube, Ruben Cavazos, e outros se declararam culpados da acusação de escavação, e Cavazos foi condenado a cumprir 14 anos na penitenciária. Cavazos foi eleito fora do clube por seus membros em 30 de agosto de 2008.
Um encontro de fim de semana planejado em Lancaster, Califórnia , que se espera que eleve 800 mongóis e suas famílias, foi bloqueado depois que autoridades da cidade fecharam e cercaram o hotel que tinham reservado para o evento, o que coincide com o festival "Celebrate Downtown Lancaster". O prefeito já ameaçou desligar o hotel sobre impostos não pagos caso o acordo para hospedar os mongóis não fosse cancelado. Um advogado para os mongóis disse que planeja processar a cidade e o prefeito, potencialmente por violações de direitos civis, depois de ameaçar processar o hotel por violação de contrato se cumprir as exigências do prefeito. O prefeito R. Rex Parris disse que quer manter os mongóis distantes porque "estão envolvidos no terrorismo doméstico ... e matam nossos filhos".
O programa de televisão America's Most Wanted teve acesso exclusivo à operação e transmitiu cenas de bastidores das muitas prisões.
Após uma longa batalha legal com o DOJ e o ATF sobre o patch MC dos mongóis, os mongóis ganharam os direitos de uso continuado e propriedade de seu patch.
Em um caso de agravamento de 2015 em Los Angeles, o governo federal tentou e não usou leis de confisco civil para aproveitar todos os direitos aos emblemas e manchas dos mongóis, para proibir seus membros de usá-los. Em 16 de setembro de 2015, o juiz distrital David O. Carter rejeitou o caso.

Mongols MC Germany
Um capítulo alemão de Mongols MC foi fundado em Bremen por membros do sindicato local do crime administrado por imigrantes libaneses em 2010. Era a primeira vez que um sindicato de crime islâmico com base em clãs na Alemanha se tornou ativo no campo dos clubes de motociclismo fora da lei . O crime organizado em Bremen é dominado pelo Miri-Clan , uma grande família de origem libanesa com cerca de 2.600 membros, que primeiro migraram para a Alemanha no final da década de 1980, e subiram para a notoriedade nacional com uma série de grande escala atividades criminosas em 2010.
De acordo com Andreas Weber, o estado de chefe de investigação criminal de Bremen, o novo capítulo dos mongóis é apenas nominalmente um grupo de motocicletas. Os membros do clã não possuem licenças de moto e circulam pela cidade em carros. Presumivelmente, eles estão interessados ​​em se associar com o clube de motocicletas dos EUA principalmente para lucrar com sua infra-estrutura e canais de comércio no tráfico de drogas. O presidente dos mongóis Bremen, "Mustafa B." acidentalmente se matou com sua moto como titular de licença novato logo após a fundação do capítulo. Ele provavelmente foi sucedido por "Ibrahim M.", que está registrado em 147 delitos que vão desde danos corporais graves até a posse ilegal de uma arma.
O jornal local Kölnische Rundschau informa que um outro capítulo dos mongóis alemães se tornou ativo em Colônia, que é uma área tradicional dos Hells Angels.

Mongols MC Austrália
Em outubro de 2013, o Finks MC teve uma reunião nacional em Adelaide e votou para remendar o mongol MC. O movimento faz dos mongóis uma das maiores gangues de bicicleta da Austrália com 400 membros. O remendo foi atribuído a uma necessidade de mudar a cultura, passar de uma quadrilha de volta a um clube de motos e instituir uma estrutura pela qual houve conseqüências para as ações. A polícia descartou as razões dadas para o remendo como propaganda.  

Lema                                               Respeite pouco e nada tema
Fundado                                           1969
Localização                                       Montebello, Califórnia
Líder                                               David Santillan
Título do Líder                                   Presidente
Pessoas chave                                  Scott "Junior" Ereckson, Roger Pinney
Tipo                                                Clube da motocicleta fora da lei
Região                                             Estados Unidos , Tailândia ,México , Austrália , Malásia ,Singapura , Canadá , Alemanha, Indonésia , Suíça
Associação                                       1.000 - 1.500
Local na rede Internet                         Mongolsmc.com





1º Lugar

Hells Angels Motorcycle Club


O Hells Angels Motorcycle Club ( HAMC ) é um clube de motociclismo mundial de um por cento , cujos membros costumam andar nas motocicletas Harley-Davidson . A organização é predominantemente masculina branca (É um Moto Clube Extremo Radical) e considerada um sindicato do crime organizado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos . Nos Estados Unidos e no Canadá, os Hells Angels são incorporados como Hells Angels Motorcycle Corporation . Os apelidos comuns para o clube são "HA", "Vermelho e Branco", "HAMC" e "81"


Os Hells Angels foram formados em 17 de março de 1948 pelos veteranos da Segunda Guerra Mundial da Bishop em Fontana, Califórnia, seguido de uma amalgama de ex-membros de diferentes clubes de motos, como os Pissed Off Bastards of Bloomington . O site do Hells Angels nega a insinnuação de que, qualquer desajustado ou tropas de desordem estejam conectados com o clube de motos. O site também observa que o nome foi sugerido por Arvid Olsen, um associado dos fundadores, que havia servido no esquadrão dos "Hell's Angels" dos Flying Tigers na China durante a Segunda Guerra Mundial. O nome "Hell's Angels" foi inspirado pelo nome típico dos esquadrões americanos ou outros grupos de luta, com um título feroz e desafiante para a morte nas Guerras Mundiais I e II, por exemplo, os Flying Tigers ( Grupo Voluntário Americano ) na Birmânia e na China colocou três esquadrões de P-40 e o terceiro esquadrão foi chamado de "Hell's Angels".  Em 1930, o filme de Howard Hughes , Hell's Angels, mostrou feitos extraordinários e perigosos de aviação, e acredita-se que os grupos da Segunda Guerra Mundial que usaram esse nome basearam-no no filme.
Alguns dos antecedentes do HAMC não são claros e as contas diferem. De acordo com Ralph "Sonny" Barger , fundador do capítulo de Oakland , os primeiros capítulos do clube foram fundados em San Francisco , Gardena, Fontana , Oakland e em outros lugares, com os membros geralmente inconscientes de que havia outros clubes. Um dos clubes menos conhecidos existia em North Chino / South Pomona , no final da década de 1960.
Outras fontes afirmam que os Hells Angels em San Francisco foram organizados em 1953 por Rocky Graves, um membro do Hells Angel de San Bernardino ("Berdoo"), o que implica que os Anjos dos Infernos "Frisco" estavam muito conscientes de seus antepassados. Os Anjos dos Infernos "Frisco" foram reorganizados em 1955 com treze membros fundadores, Frank Sadilek servindo como Presidente e usando o logotipo menor e original. O capítulo de Oakland, na época liderado por Barger, usou uma versão maior do patch "Death's Head", apelidado de "Barger Larger", que foi usado pela primeira vez em 1959. Mais tarde, tornou-se o padrão do clube.
Os Anjos do Inferno são muitas vezes retratados na moda romântica semi-mítica, como a Gangong -Younger Gang do século XIX : livre de espírito, icônico, vinculado pela fraternidade e lealdade. Em outras ocasiões, como no filme de Roger Corman de 1966 The Wild Angels , eles são retratados como violentos e niilistas, pouco mais do que uma gangue criminosa violenta e um flagelo na sociedade.
O clube tornou-se proeminente interno e estabeleceu sua notoriedade como parte do movimento de contracultura da década de 1960 na cena Haight-Ashbury de São Francisco , desempenhando um papel em muitos dos eventos seminais do movimento. Os membros estavam diretamente conectados a muitos dos principais líderes da contracultura, como Ken Kesey e Merry Pranksters , Allen Ginsberg , Jerry Garcia e Grateful Dead , Timothy Leary , The Beatles , The Rolling Stones , Mick Farren e Tom Wolfe . O clube lançou a carreira de " Gonzo"jornalista Hunter S. Thompson.
A criminologista Karen Katz disse em 2011 que os Hells Angels foram o centro de um pânico moral no Canadá envolvendo a mídia, políticos, policiais e o público que sensacionalizou a importância de atos criminosos isolados.

Numerosas agências de inteligência policial e internacional classificam os Hells Angels como uma das quatro grandes gangues de motociclismo , juntamente com os Paganos , Outlaws e Bandidos e afirmam que os membros realizam crimes violentos generalizados e crime organizado , incluindo tráfico de drogas, tráfico de bens roubados e extorsão , e estão envolvidos na prostituição. Os membros da organização afirmam continuamente que são apenas um grupo de entusiastas de motos que se juntaram para montar motocicletas juntas, para organizar eventos sociais, como viagens de grupo, recobradores de fundos, festas e manifestações de moto, e que qualquer crime é responsabilidade de indivíduos que os realizaram e não o clube como um todo.


O site oficial do Hells Angels atribui o design oficial da insígnia "cabeça da morte" a Frank Sadilek, ex-presidente do capítulo de São Francisco.  As cores e a forma do emblema da jaqueta de estilo precoce (antes de 1953) foram copiadas das insígnias do 85º Esquadrão de Combate e do 552º Esquadrão Médio de Bombardeiros .
Os Hells Angels utilizam um sistema de manchas semelhantes às medalhas militares. Embora o significado específico de cada patch não seja conhecido publicamente, os patches identificam ações ou crenças específicas ou significativas de cada motociclista. As cores oficiais dos Hells Angels são letras vermelhas exibidas em um fundo branco - daí o apelido do clube "O vermelho e o branco". Estes remendos são usados ​​em jaquetas e coletes de couro ou denim.
Vermelho e branco também são usados ​​para exibir o número 81 em muitos patches, como em "Suporte 81, Rota 81". O suporte 8 e um para as respectivas posições no alfabeto de H e A . Estes são usados ​​por amigos e apoiantes do clube em deferência às regras do clube, que pretendem restringir o uso de imagens de Hells Angels aos membros do clube.
O patch de um percentual em forma de diamante também é usado, exibindo '1%' em vermelho sobre um fundo branco com uma borda de merdered vermelho . O termo one-percenter é dito ser uma resposta ao comentário da American Motorcyclist Association (AMA) sobre o incidente de Hollister.

New York Hells Angels patch.
A maioria dos membros usa um patch retangular (novamente, fundo branco com letras vermelhas e uma borda de merdered vermelho) identificando seus respectivos locais de capítulo. Outro patch similarmente desenhado lê "Hells Angels". Quando aplicável, os membros do clube usam um patch que indica sua posição ou classificação dentro da organização. O patch é retangular e, semelhante aos remendos descritos acima, exibe um fundo branco com letras vermelhas e uma borda de merdered vermelho. Alguns exemplos dos títulos utilizados são Presidente, Vice-Presidente, Secretário, Tesoureiro e Sargento das Armas. Este patch geralmente é usado acima do patch 'local do clube'. Alguns membros também usam um patch com as iniciais "AFFA", que significa "Angels Forever, Forever Angels", referindo-se à sua participação no clube de motoqueiros (ou seja, "uma vez que um membro, sempre um membro").
O livro Gangs , escrito por Tony Thompson (um correspondente do crime para The Observer ), afirma que Stephen Cunningham , um membro dos Anjos, exibiu um novo patch depois que ele se recuperou de tentar colocar uma bomba, consistindo em dois relâmpagos SS de estilo nazista aparafusadas abaixo das palavras 'Pouco Pouco'. Alguns funcionários responsáveis ​​pela aplicação da lei afirmam que o patch só é concedido a quem cometeu ou está preparado para cometer homicídio em nome do clube. De acordo com um relatório do caso R. v. Bonner e Lindsay em 2005 (ver seção relacionada abaixo) , outro patch, semelhante ao patch 'Filthy Few' é o patch 'Dequiallo'. Este patch "significa que o usuário lutou contra a aplicação da lei na prisão". Não existe uma convenção comum sobre onde os patches estão localizados no colete / colete dos membros.
Direitos de propriedade intelectual
Em março de 2007, os Hells Angels apresentaram ação contra o Walt Disney Motion Pictures Group, alegando que o filme intitulado Wild Hogs usou tanto o nome como o logotipo distintivo da Hells Angels Motorcycle Corporation sem autorização.  O processo foi eventualmente descartado voluntariamente,  depois que os Anjos receberam garantias da Disney de que as referências não apareceriam no filme.
Em outubro de 2010, os Hells Angels entraram com uma ação judicial contra Alexander McQueen por "usar mal seu símbolo de cabeça de morte com asas registradas" em vários itens de sua coleção Outono / Inverno 2010. O processo também visa a Saks Fifth Avenue e Zappos.com , que armazenam o vestido de caixa de jacquard e o anel de molas que suportam o símbolo, que tem sido usado desde pelo menos 1948 e está protegido pelo Escritório de Patentes e Marcas dos EUA. Uma bolsa e cachecol também foi nomeada em ação judicial. O advogado que representa Hells Angels afirmou: "Não se trata apenas de dinheiro, é sobre a adesão. Se você tem um desses anéis, um membro pode ficar realmente chateado que você é um impostor".Saks se recusou a comentar, Zappos não teve comentários imediatos e a empresa-mãe da empresa, PPR, não pôde ser contada para comentar.  A empresa resolveu o caso com os Hells Angels depois de concordar em remover toda a mercadoria com o logotipo de venda em seu site, lojas e concessões e lembrando qualquer um dos bens que já foram vendidos e destruindo-os.
No outono de 2012, no Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Oriental da Califórnia , Hells Angels processou Toys "R" Us por violação de marca registrada , concorrência desleal e diluição em relação à venda de yo-yos fabricado pela Yomega Corporation, réu, que alegadamente tem o logotipo "Death Head". Em sua queixa, Hells Angels afirmou que a marca utilizada no yo-yos provavelmente confundirá o público em acreditar erroneamente que os brinquedos se originam com Hells Angels e Yomega apresentaram pedidos reconvencionais contra Hells Angels para cancelamento do "Death Head" registos por motivos de alegada fraude na aquisição dos registos.  O caso foi resolvido e o processo foi demitido com preconceito.
A partir de dezembro de 2013 , a Hells Angels vende sua mercadoria de marca em uma loja de varejo em Toronto, Canadá.


Para se tornar um próspero dos Hells Angels, os candidatos devem ter uma carteira de motorista válida, uma moto de mais de 750 cc e ter a combinação certa de qualidades pessoais. Diz-se que o clube exclui os abusadores de crianças e os indivíduos que se candidataram para se tornar policiais ou oficiais da prisão.
Após um longo processo em fase, um membro potencial é considerado primeiro um "hang-around", indicando que o indivíduo é convidado para alguns eventos do clube ou para conhecer os membros do clube em locais de encontro conhecidos.
Se o hang-around estiver interessado, ele pode ser solicitado a se tornar um "associado", um status que normalmente dura um ano ou dois. No final dessa etapa, ele é reclassificado como "prospecto", participando de algumas atividades do clube, mas sem privilégios de voto enquanto ele é avaliado quanto à adequação como membro de pleno direito. A última fase e o maior status de associação, é "Full Membership" ou " Full-Patch ". O termo "Full-Patch" refere-se à crista completa de quatro peças, incluindo o logotipo "Death Head", dois rockers (top rocker: "Hells Angels", rocker inferior: estado ou território reivindicado) e o " MC "patch abaixo da asa do Death's Head.

Para se tornar um membro de pleno direito, a perspectiva deve ser votada por unanimidade pelo resto dos membros do clube completo.  Antes de serem emitidos, uma perspectiva geralmente viaja para cada capítulo na jurisdição geográfica do capítulo patrocinador (estado / província / território) e se apresenta a cada membro do Full-Patch. Este processo permite que cada membro votante se familiarize com o assunto e faça perguntas antes da votação. Existe alguma forma de indução formal, em que a perspectiva afirma sua lealdade ao clube e seus membros. O patch final do logotipo (top "Hells Angels" rocker) é então premiado nesta cerimônia de iniciação. O passo de atingir a adesão total pode ser referido como "sendo corrigido".
Mesmo depois que um membro é corrigido, os próprios manchas são propriedade da HAMC e não do membro. Ao sair do Hells Angels, ou ser ejetados, eles devem ser devolvidos ao clube.


O HAMC reconhece mais de cem capítulos espalhados por 29 países. O clube de motociclismo Hells Angels fundou um capítulo em Auckland, Nova Zelândia em 1961 e desde então assumiu as quadrilhas em Wanganui. A Nova Zelândia teve o primeiro capítulo dos Hells Angels fora dos Estados Unidos. [53] A Europa não se tornou amplamente familiar com os Hells Angels até 1969, quando dois capítulos de Londres foram formados. O George Harrison dos Beatles convidou alguns membros do HAMC San Francisco para ficar na Apple Records em Londres em 1968. De acordo com Chris O'Dell, apenas dois membros apareceram na Apple Records, Frisco Pete e Bill " Doce William "Fritsch. Duas pessoas de Londres visitaram a Califórnia, "prospectadas" e, finalmente, se juntaram. Duas cartas foram emitidas em 30 de julho de 1969; um para "Londres do Sul" - o capítulo reimputado que renova o já existente capítulo de Londres do Sul de 1950 - e o outro para o "East London", mas, em 1973, as duas cartas se juntaram como uma, chamada "Londres". Os London Angels forneceram segurança em vários festivais subterrâneos do Reino Unido , incluindo Phun City, em 1970, organizado por Mick Farren . Eles atribuíram a Farren um "patch de aprovação" em 1970 para uso em seu primeiro álbum solo Mona , que também apresentou Steve Peregrin Took (que foi creditado como "Shagrat the Vagrant").
Nos anos 80 e 90, houve uma grande expansão do clube para o Canadá. A guerra do Quebec Biker foi uma violenta guerra civil que começou em 1994 e continuou até o final de 2002 em Montreal. A guerra começou quando os Hells Angels, em Quebec, começaram a fazer um esforço para estabelecer o monopólio das vendas de drogas na rua na província. Vários traficantes de drogas e famílias de crimes resistiram e estabeleceram grupos como a "Aliança para lutar contra os anjos". A guerra resultou nos bombardeios de muitos estabelecimentos e assassinatos em ambos os lados. Reivindicou mais de 150 vidas  e levou ao encarceramento de mais de 100 motociclistas.
Uma lista de capítulos reconhecidos pode ser encontrada no site oficial da HAMC.


O clube afirma não ser uma organização racialmente segregada,  embora pelo menos um capítulo supõe que um candidato seja um homem branco e Sonny Barger declarou em uma entrevista da BBC em 2000 que "O clube, como um todo, não é racista, mas provavelmente temos membros racistas suficientes que nenhum homem negro vai entrar nele ". Naquele momento, o clube não tinha membros negros.
No entanto, houve membros negros de clubes de marionetes, notavelmente Gregory Wooley, um membro de alto escalão do Rockers MC em Montreal, que era o protegido  e o guarda-costas do chefe do Angel dos Inferiores, Maurice Boucher (que passou cinco anos em um mundo notoriamente branco - Gangue de motociclista de suma deficiente, a SS). Wooley tornou-se um associado do capítulo Hells Angels Montreal  na década de 1990 e mais tarde tentou unir as gangues de rua em Quebec depois que Boucher foi preso.
Em outra entrevista com o líder Sonny Barger em 2000, ele observou: "Se você é um motociclista e você é branco, você quer se juntar aos Hell's Angels. Se você preta, você quer se juntar aos Dragons . É assim que é se alguém Goste ou não. Nós não temos negros e eles não têm brancos ".  Quando perguntado se isso poderia mudar Barger respondeu "Qualquer coisa pode mudar, não posso prever o futuro". Tobie Levingston, que formou o clube de motocicleta preto East Bay Dragons MC, escreveu em seu livro que ele e Sonny Barger têm uma amizade duradoura e que os Hells Angels e Dragons têm uma amizade mútua e saem e viajam juntos.
Em um artigo de 1966 sobre rebeldes de motocicletas na revista da comunidade afro-americana Ebony , os Chosen Few MC declararam que não viam animosidade racial nos Hells Angels e que, quando eles entram no território escolhido, todos se juntam e apenas fazem festa. Um membro do Hells Angel entrevistado para a revista insistiu que não havia preconceito racial em nenhum dos seus clubes e afirmou que "não temos membros negros", mas manteve que não houve nenhum negro que tenha procurado a adesão. Em um ponto na década de 1970, os Hells Angels procuravam consolidar os diferentes clubes de motos e ofereceram a cada membro do emblema de Chosen Few MC um Hells Angel, mas o Chosen Few recusou a oferta.
Os incidentens criminais em que estão envolvidos os Hell Angells são tantos, que seriam mais de 20 páginas para mostrar.
Temos registro de incidentes até com os Rolling Stones.
Califórnia
O maior evento em que os Hells Angels se envolveram foi no Concerto Livre de Altamont em 6 de dezembro de 1969 no autódromo Altamont Speedway — parcialmente documentado no filme Gimme Shelter de 1970 — e estrelado por Jefferson Airplane, The Flying Burrito Brothers, e Rolling Stones. O Grateful Dead também estava programado para se apresentar, mas cancelado no último minuto por causa das circunstâncias que se seguiram. Os Angels que haviam sido contratados pelos Rolling Stones como segurança pessoal, cobraram apenas uma taxa que foi mencionada como $500 para a cerveja. Os Angels estacionaram suas motocicletas em frente ao palco para criar uma barreira temporária entre o palco e a dezena de milhares de fãs. A administração da segurança se mostrou difícil: muitos espectadores foram feridos e quatro mortos. Um foi Meredith Hunter, dois foram mortos por um motorista e o quarto, afogado num atoleiro de água. Com o amanhecer do dia, os Hells Angels tornaram-se cada vez mais irritados e se tornando cada vez mais agressivos. Denise Jewkes do Ace of Cups, grávida de seis meses assisitindo em frente ao palco, foi atingida na cabeça por um garrafa de cerveja vazia atirada por um segurança e encaminhada ao hospital com traumatismo craniano.
Durante o julgamento de homicídios dos Hells Angels, Alan Passaro, um guarda de segurança testemunhou ter ouvido os Hells Angels serem convocados sobre os alto-falantes quando o helicóptero dos Rolling Stones pousou. A discussão após o acontecimento foi sobre se os Hells Angels gerenciaram a segurança durante todo o evento ou apenas sobre a apresentação dos Rolling Stones. Sam Cutler, o agente dos Stones segundo mencioando, foi quem teria pago aos Hells Angels como escolta dos Rolling Stones. Isto foi negado pelos Hells Angels assim como outros ligados ao evento. Durante a abertura da apresentação de Santana, os Hells Angels surgiram no palco diversas vezes para retirar pessoas do palco.
Na hora dos Rolling Stones irem ao palco, vários incidentes de violência teriam ocorrido entre os Hells Angels e internamente e entre a plateia. Um grande performante de circo pesando mais de 350 libras fez um striptease e desfilou nu através do povo. Frequentadores do concerto tentaram detê-lo. Vários Hells Angels saltaram do palco e dominaram o homem com socos e empurrões. Uma multidão entre 4000 e 5000 pessoas teriam corrido para perto do palco, e muitos tentaram subir.
Os Angels usaram violência para controlar a multidão. Após uma das motocycletas dos Angels ser derrubada, os Angels tornaram-se mais agressivos, até com os músicos do palco. Marty Balin, do Jefferson Airplane, foi deixado inconsciente após uma discussão acalorada com um Angel no palco como mostrado no filme documentário Gimme Shelter. O Grateful Dead se recusou a se apresentar após o incidente com Balin e deixou o evento.
Uma explosão aconteceu perto do palco durante uma evolução da música Under My Thumb. Um organizador do show, chamado Meredith Hunter, que portava um pistola [sua neutralidade é discutida]. Hunter foi esfaqueado até a morte. Um membro dos Hells Angels, Alan Passaro, foi mais tarde absolvido de homicídio alegando legitima defesa. Após o show e críticados pela mídia e com a atenção que se voltou ao HAMC, Sonny Barger foi a uma rádio local da Califórnia justificar os atos dos Hells Angels e apresentar sua versão dos fatos. Ele alegou que a violência só teria iniciado após a plateia vandalizar as motocicletas dos Hells Angels. Barger disse mais tarde que Meredith teria efetuado um disparado contra um membro dos Hells Angels que ele descrevia apenas como "apenas ferido".
Em 2005, após dois anos de exaustiva análise e renovaçãode arquivos, o Vara de Direito da Comarca de Alameda declarou o caso permanentemente encerrado. Uma versão completa e em camera lenta do filme original foi produzido pela polícia, e depois de examiná-lo o Xerife Sargento da Comarca de Alameda Scott Dudek declarou que Passaro, morto em 1985, foi a único pessoa a esfaquear Hunter e fez portanto somente após Hunter apontar uma pistola para o palco onde os Rolling Stones se apresentavam.
Alan Passaro foi o único a esfaquear Meredith Hunter, disse Dudek, adicionando que o advogado de Passaros confirmou que seu cliente foi o sola assaltante. " Passaro usou uma faca para impedir Meredith Hunter de disparar". Além disso, a versão em camera lenta do filme, mostra Hunter brandir a pistola justamente antes de Passaro esfaquear ele.



Lema                               "Anjos para sempre, para sempre anjos" (tradicional)
                                      "Quando fazemos certo, ninguém se lembra. Quando eramos, ninguém esquece". (não específico, um por cento dizendo)

Fundado                             17 de março de 1948 ; Há 69 anos

Título do Líder                      Presidente nacional

Pessoas chave                     Sonny Barger

Tipo                                  Clube da motocicleta fora da lei

Região                               Em todo o mundo (426 capítulos em 50 países)

Local na rede Internet          www .hells-angels .com

Abreviação                         HA, 81, HAMC

Créditos  da biblioteca eletrônica: https://www.wikipedia.org/



 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal