Registrando seu Moto Clube - siteocr

    
Ir para o conteúdo

Registrando seu Moto Clube

Moto Clubismo


Registrando Seu Motoclube

  
Moto Clube Tradicional

  
Criar um moto clube é uma tarefa que envolve planejamento, organização e um grupo de entusiastas comprometidos, seguir algumas diretrizes internacionais não oficiais que são amplamente aceitas na comunidade de motociclismo. Embora as regras possam variar dependendo da região e do tipo de moto clube.

A questão de territórios ocupados por outros moto clubes é uma das mais sensíveis e importantes a ser considerada ao fundar um novo clube. Respeitar territórios já estabelecidos é crucial para evitar conflitos e garantir uma coexistência pacífica entre os clubes.  

Outro detalhe importante,  é observar o nome do moto clube. Adote um nome  diferente, que outro moto clube não adotou, pois, tão crucial quanto adotar um território ocupado por outro moto clube, é assumir o nome de um moto clube já existente.

Não podemos deixar de mencionar, o brasão. Tenha muito cuidado para não adotar brasão já existente, ou parecido.

Um exemplo:
Ao iniciar com as atividades em nosso site, siteocr.com, fizemos uma pesquisa no território, nos aproximamos do moto clube mais próximo, apresentamos nosso projeto, e iniciamos atividades seguindo orientações de nosso padrinho (assim chamanos nosso orientador). Mantivemos contatonos até o momento que fomos liberados para ser quem somos hoje.  

Se você deseja iniciar um moto clube tradicioanal, deve seguir as diretrizes estabelecidas por seu padrinho, ele determinará quando seu moto clube deve astear a bandeira, além de permitir que seu moto clube já pode utilizar um brasão completo.  
O tempo de preparação (liberação para atividades por si só) tempende de cada moto clube padrinho, cada um determina, levando em consideração o desenpenho de seu afilhado.
Desse momento em diante você poderá travegar livremente por outros territórios além do seu, pois seu moto clube será reconhecido e respeitado pelos demais moto clubes  que seguem nosso código de conduta internacional.

Outra forma é se tornar um capitulo (facção) de um moto clube já existente. Neste caso, o seu moto clube segue as regras impostas pela liderança, usa a mesma bandeira com o nome de seu terrí tório, alem de usar o mesmo brasão do moto clube do qual você se tornou um capítulo. Mesmo que você seja o lider em seu capítulo você está submetido ao lider geral.
Ressaltando que as regras variam em decorrência de pais e costumes adotados por moto clubes

Moto Clubes Contemporâneos

Como é bom juntar um grupo de amigos e sair pelas ruas e estradas, curtindo viagens sobre nossas motos. Muitas vezes, pensamos em dar um nome ao grupo, criar uma bandeira e um brasão, mas sempre aparece alguém dizendo: “Isso é complicado, precisa de advogado, vamos gastar muito, está bom como está!”

Como mencionado anteriormente em outros artigos, os moto clubes 1% são aqueles desligados de associações e que seguem o velho código de conduta e honra, além de possuírem um conjunto de leis e regras internas criadas conforme a necessidade do grupo. Geralmente, são pessoas que se juntaram por algum motivo, seguem um líder e seus ideais. Possuem uma bandeira com brasão e se estabelecem em um determinado território. Alguns moto clubes chamados “Extremo Radicais” (ER) têm como característica não aceitar mulheres como pilotos, apenas como “garupas”. Suas motos são negras, com a mesma cilindrada, suas roupas são negras, além de outras características extravagantes.

Conforme o velho código de conduta do motoclubismo, qualquer moto clube que desejar se estabelecer em um território onde já exista outro deve procurar o líder daquele território e pedir permissão. Caso seja permitido, o novo moto clube deve se submeter ao moto clube que lidera aquele território (o moto clube estabelecido será o padrinho) por um período aproximado de dois anos. Durante este período, o novo moto clube não pode usar o colete com o brasão do seu moto clube (patch). Alguns clubes só aceitam que outros se estabeleçam se for para somar ao seu moto clube, acrescentando um capítulo, onde terão o mesmo colete, diferenciando apenas a região.

Claro que essa regra varia conforme a região, e podem haver contradições em artigos de diferentes escritores devido às diversas culturas biker. Porém, a base é a mesma, todos seguem os nossos quatro pilares. Veja em “Os Pilares do Moto Clubismo”.

Se você deseja fundar um moto clube contemporâneo, deve procurar uma associação e se orientar. A associação esclarecerá suas normas e tudo o que for preciso. Temos excelentes associações em nosso país, só nos falta uma liderança geral para o Motociclismo Brasileiro, uma entidade que represente todas, como a Associação Americana de Motociclismo.

Caso não queiram se integrar a alguma associação, podem registrar o seu moto clube da seguinte forma:

Formação da Diretoria: Reúna pessoas com os mesmos ideais, interessadas em integrar a diretoria. Pessoas voluntárias são preferíveis. Defina se será uma organização com ou sem fins lucrativos. Organizações sem fins lucrativos recebem apoio do governo.

Comissão Provisória: Constitua, por eleição ou indicação, uma comissão provisória com os cargos que pretendem manter no moto clube. Registre todas as decisões em um livro ata e em um livro de presença.

Estabelecimento do Clube: A comissão provisória deve divulgar a fundação do clube nos meios de comunicação, marcar assembleias gerais para escolher o nome, lema, brasão e cores, e definir um local para a sede do clube. Prepare um estatuto com as normas do moto clube.

Fundação Oficial: Anuncie nos meios de comunicação uma assembleia geral para a fundação do moto clube com pelo menos 15 dias de antecedência. Elabore uma pauta para a reunião e envie convites para autoridades e interessados.

Registro Legal: Após a assembleia, registre a ata e o livro de presença. O responsável legal deve providenciar o registro do clube em cartório, obter alvará de funcionamento e, se desejarem, CNPJ.

Notas:
A origem do nome, lema, brasão e cores é muito importante para a história do motoclube. Todo grande moto clube tem suas origens registradas. Para obter apoio do governo, leve o CNPJ e o estatuto registrados na câmara de vereadores e na assembleia legislativa. Após dois anos de existência e a obtenção dos registros de entidade pública municipal e estadual, o moto clube poderá obter terreno da prefeitura para construção de sua sede e recursos financeiros para prestar serviços à comunidade.

Formar e registrar um moto clube contemporâneo é simples e pode ser feito para reduzir custos. Essas dicas também se aplicam para a formação de ONGs e associações.

Independente do tipo de moto clube, o que importa é a união entre motociclistas, moto clubistas e triciclistas. Nosso lema continua sendo primordial: Honra, Irmandade, Igualdade e Respeito.

Esperamos ter ajudado.
TAMUJUNTU

Antonio Beiradagua


Fotógrafo: Brett Sayles
Alguns comentários aqui apresentados, são de responsabilidade de seus autores, não representam a opinião deste site. Algumas imagens aqui apresentadas, são de nossa autoria, ou, adquiridas de terceiros e gratuitas em sites da internet. Havendo algo que viole direitos autorais, entre em contato.
Voltar para o conteúdo